Da Redação

(Fotos: Marcelo Gomes)

A Trincheira do Atuba, conhecida pela população como a “Trincheira da Vergonha”, voltou a alagar com a rápida chuva que atingiu Curitiba e região metropolitana na tarde desta quinta-feira (5). Os moradores e comerciantes do local não aguentam mais a situação e o entrave judicial que impede as obras na área.

“É só chover que a trincheira fica um caos e o trânsito impossível. Alaga tudo e ninguém consegue passar. Quando o ônibus tenta, joga todo o esgoto dentro das nossas lojas”, afirmou o comerciante Marcelo Gomes em entrevista à Banda B. Segundo ele, o caso não é mais novidade. “Faz tempo que a gente sofre com isso, nós não sabemos mais o que fazer”, brincou.

Principal ligação da capital com Colombo e Pinhais pela BR-116, a trincheira já estava em obras sob responsabilidade da concessionária Autopista Régis Bittencourt. No entanto, um impasse nas posses de alguns terrenos no local provocou a paralisação do serviço e, até agora, a situação não foi resolvida.

O projeto de reformulação da Autopista Régis Bittencourt inclui, além da construção de uma trincheira adicional, um desvio circular para acesso local e para a BR-116, além  adequação de vias para conexão com o tráfego e a implantação de uma passagem para pedestres. A concessionária informou à reportagem que não pode concluir a obra por não possuir a posse de alguns terrenos do entorno da trincheira, no município de Colombo.

(Vídeo: Marcelo Gomes)

Notícia relacionada

“Trincheira da Vergonha” quase perde apelido, mas impasse volta a provocar transtornos

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Chuva deixa Trincheira do Atuba alagada e morador brinca: “Me conte uma novidade”

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.