Da Redação

Reprodução

Após cartazes de cunho homofóbico e antifeministas serem espalhados pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), a instituição divulgou uma nota de repúdio na última sexta-feira (28). Em nota postada no Facebook, a universidade informou ser contra qualquer tipo de atitude violenta, ofensiva, humilhante e discriminatória.

Os cartazes colocam posicionamentos contrários ao movimento LGBT e também contra o feminismo. Um deles diz que o “feminismo é câncer” e critica o fato de Dilma Rousseff se autodenominar “presidenta” durante o mandato. Já o outro aponta as palavras “L.G.B.T. é a P.Q.P”.

Até o momento, a instituição não informou se tomará medidas contra os autores dos cartazes, mas divulgou a nota de repúdio. Confira na íntegra:

Lamentavelmente estes cartazes foram encontrados pelas paredes de alguns campi da Universidade.

Não, isto não é liberdade de expressão. É agressão.

Que fique claro: a UFPR repudia qualquer tipo de atitude violenta, ofensiva, humilhante e discriminatória.