O presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), criticou a vacina Coronavac, do laboratório chinês Sinovac, produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, do Governo de São Paulo. Em entrevista exclusiva à Banda B, na manhã desta quinta-feira (22), ele afirmou que a ‘vacina chinesa’ tem uma eficácia muito baixa e que o aumento de casos no Chile comprova isso.

(Foto: Montagem Banda / Divulgação)

“Sabemos do problema que a vacina chinesa vem causando, aqui e no Chile, onde não deu certo, com pessoas infectadas e reinfectadas. Sabemos o problema que ela tem. Vacina a gente só compra após aprovação pela Anvisa. A primeira vacina aplicada no mundo foi em dezembro e a gente começou a aplicar em janeiro, todas aprovadas e compradas pelo Governo Federal”

Segundo o presidente, nos postos de saúde de São Paulo as pessoas não querem receber a Coronavac.

“Vocês são jornalistas, é só ir nos postos de saúde de São Paulo e saber que as pessoas estão rejeitando a Coronavac. Ela já não deu certo no Chile”

Ainda, Bolsonaro voltou a defender o tratamento precoce.

“Defendo o tratamento precoce, fui tratdso assim e 200 servidores nossos se recuperaram desta forma. Houve uma politização neste sentido e vidas deixaram de serem salvas por isso”

Eficácia

Apesar da fala do presidente, a Coronavac tem mostrado eficácia após aplicação em massa, como na cidade de Serrana, interior de São Paulo. Até mesmo no Chile, citado pelo presidente, um estudo da Universidade Católica aponta que 98% dos vacinados não desenvolveram covid-19 sintomática e que a eficácia contra mortes chegou a 100%

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Bolsonaro critica Coronavac: “Sabemos dos problemas que a vacina chinesa vem causando”

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.