O Papa Francisco anunciou nesta quarta-feira (6), que aceitou a renúncia ao governo pastoral da diocese de Guarapuava, no Paraná, apresentada por dom Antônio Wagner da Silva, por causa da idade (75 anos). Dom Wagner era o quarto bispo atuando na diocese desde 2003. O Pontífice então nomeou como novo bispo para Guarapuava, dom Amilton Manoel da Silva, cp, bispo-auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, atuando na arquidiocese desde 2017.

Dom Amilton afirmou ter recebido com surpresa a nomeação pelo pouco tempo que ficou na Arquidiocese, dois anos e meio. Apesar de triste em deixar a arquidiocese, aceita com muita alegria e confiança a nova missão, vista por ele como desafiadora.

“Fui nomeado em maio de 2017 e vim para a Arquidiocese de Curitiba com a esperança de colaborar. Aqui fui muito bem acolhido, tenho com Dom Peruzzo e Dom Francisco uma vida fraterna intensa, amizade, partilha de missão. Fui muito bem acolhido pelo clero e pelo povo. Mas entendo que a Igreja tem muitas necessidades e a Igreja local de Curitiba faz parte de uma Igreja maior”, disse o bispo.

Dom Amilton com o Papa Francisco – foto enviada pelo bispo. Credito – Serviço Fotográfico do Vaticano

Ele explicou que como a diocese de Guarapuava ficou vacante, foi lhe feito o pedido. “Sempre me coloco na vontade de Deus, então assim como vim para servir aqui, vou estar disponível para esta nova missão, desafiadora certamente, pois é a maior diocese do estado. Aceito, com muita humildade esta novidade, mas confiante que é a vontade de Deus, e isso torna as novidades mais leves. Vou para colaborar, tornando Jesus Cristo sempre mais conhecido”, afirmou.

Biografia

Dom Amilton Manoel da Silva, novo bispo de Guarapuava/PR, nasceu em 2 de março de 1963, na cidade de Osvaldo Cruz, na diocese de Marília, em São Paulo. Completou os estudos de Filosofia na Universidade Federal do Paraná, em Curitiba (1992-1995), e de Teologia no Instituto de Teologia de São Paulo, o Itesp (1997-2000). Emitiu a Primeira Profissão como membro da Congregação da Paixão de Jesus Cristo, os Passionistas, em 18 de janeiro de 1997, e foi ordenado sacerdote em 17 de dezembro de 2000.

Dentro da Congregação, desempenhou os seguintes cargos: formador dos Postulantes, mestre dos noviços, coordenador da equipe de espiritualidade da Província do Calvário e da Família Passionista do Brasil, coordenador da equipe de formação para vários países da América, membro da secretaria de formação do Conselho Geral, vice-consultor provincial e superior provincial da Província do Calvário, com sede em São Paulo.

Além disso, no Paraná, foi assessor regional da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB Nacional), vigário paroquial nas cidades de Colombo e Ponta Grossa. Já em São Paulo, assumiu a função de pároco da Paróquia São Paulo da Cruz.

Em 7 de junho, foi nomeado bispo titular de Tusuros e auxiliar de Curitiba. A ordenação episcopal aconteceu em 19 de agosto do mesmo ano. Pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Amilton Manoel da Silva é membro da Comissão Episcopal para a Juventude e secretário da Regional Sul 2, do Estado do Paraná.