Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

(Fotos: Juliano Cunha – Banda B)

Durante uma das fortes tempestades que atingiu Curitiba no mês passado, um pinheiro caiu em cima dos túmulos do Cemitério Municipal Santa Cândida. Várias estruturas foram danificadas e, segundo famílias que possuem entes no local, alguns corpos chegaram até a ficar expostos.

cemiterio-santa-candida9jpg(Foto: Juliano Cunha – Banda B)

“O pinheiro era enorme, tinha uns 30 metros de altura e era bem grosso. Com os ventos fortes, ele caiu e estragou muita coisa no cemitério. O corpo que estava acima do túmulo da minha filha ficou exposto”, contou Lorena Parma de Freitas em entrevista à Banda B na tarde desta segunda-feira (21).

Para arrumar o túmulo da filha, que também foi prejudicado pelo incidente, Lorena reclama que precisou passar por uma verdadeira ‘jornada’. “Quando fui consertar o local, me disseram que só os funcionários do próprio cemitério poderiam mexer lá, que eu não poderia levar um pedreiro da minha confiança. Como que eles vão se dedicar a fazer isso, sendo que são responsáveis por todo o trabalho que chega ali? No fim, eu tive que dar um dinheiro extra para que eles arrumassem. Só assim eles fizeram”, completou Lorena.

De acordo com ela, o túmulo da filha, que morreu há três meses, foi o único a ser consertado. “Os outros estão terríveis, já que as famílias nem foram informadas do que aconteceu. O máximo que deu para fazer foi tampar um pouco o que estava exposto com mármore. O Meio Ambiente foi lá, serrou o pinheiro, mas deixou tudo jogado. É complicado, porque nós ainda estamos na dor do luto e temos que passar por isso”, concluiu ela.

Sobre o caso, a Prefeitura de Curitiba informou que é possível contratar tanto um pedreiro particular quanto credenciado para realizar os serviços nos túmulos, que é de responsabilidade da família. Para mexer nas estruturas, no entanto, é preciso ter uma autorização prévia da prefeitura.

Em relação ao valor cobrado, a gestão declarou que ele pode ser mais alto devido à contratação do pedreiro e do pagamento das taxas necessárias.

Segundo a administração, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente vem trabalhando na limpeza e reparo dos prejuízos provocados no cemitério pelo vendaval que atingiu a cidade no dia 27 de agosto. Houve quedas de pinheiro e galhos de árvores e quatro túmulos foram atingidos. A secretaria se coloca à disposição das famílias que tiveram os túmulos danificados.