Da assessoria

“A UFPR é minha casa, minha morada. É a etapa mais importante. Sem a UFPR eu não seria nada.” É assim que Juliano Morimoto Borges, formado em Ciências Biológicas pela UFPR, explica sua decisão de retornar à universidade como professor visitante do Programa de Pós Graduação em Ecologia e Conservação. Doutor em Zoologia pela prestigiosa University of Oxford, do Reino Unido, ele afirma que, mais do que compartilhar conhecimento, pretende “incentivar profissionais a serem donos de suas próprias carreiras, e principalmente, devolver à UFPR o que ela me proporcionou”.

(Foto: UFPR)

Borges entrou na UFPR em 2009, por meio de cotas sociais. Durante a graduação, entre 2012 e 2013, foi selecionado pelo Programa Ciência sem Fronteiras, na modalidade graduação sanduíche, para estudar durante um ano na universidade italiana Elettra Sincrotrone Trieste, na áreas de biologia molecular e estrutura de proteínas. Mesmo com a realização do intercâmbio, que costuma adiar em um ou dois períodos a conclusão do curso no Brasil, Borges formou-se seis meses antes do prazo.

Pouco depois, aos 22 anos, ele ingressou no programa de doutorado em Zoologia de uma das mais renomadas universidades do mundo, a University of Oxford. Mais uma vez, concluiu o curso antes do previsto, em três anos.

Os estudos de Borges em Oxford tiveram como tema central a “seleção sexual, a nutrição e o conflito sexual”, tema que gerou, recentemente, a publicação de dois artigos em periódicos internacionais, e que ajudam a compreender a evolução das espécies.

Hoje Juliano é pesquisador na Macquarie University, na Austrália, e professor visitante da Pós Graduação em Ecologia e Conservação da UFPR. Em outubro o pesquisador deve retornar à universidade paranaense para falar sobre “Seleção sexual, comportamento e nutrição”, tema atrelado à sua tese de doutorado.