Morreu em Curitiba neste domingo (6) o jornalista Marcelo Motta Vieira, de 56 anos. A família informou que ele passou duas semanas internado no Hospital da Cruz Vermelha, em Curitiba, com suspeita de Covid-19, como falta de ar.  Chegou a apresentar melhora e foi para casa. Até que, no sábado (5), voltou a sentir mal e foi internado na UTI. Marcelo apresentou complicações no coração e nos rins e não resistiu.

Marcelo Motta faleceu neste domingo – Facebook

Marcelo Motta foi colunista de política do Bem Paraná, trabalhou na Sanepar e hoje atuava na Menuci & Motta. No seu Facebook, Marcelo se descrevia como “jornalista, blogueiro, colunista político e, nas horas vagas, campeão brasileiro de futebol de botão. Além de comer, beber – mais do que precisa – e viver – menos do que devia”.

O amigo Gerson Guelmann, usou o Facebook para lamentar a morte de Marcelo.

“O Marcelo e eu nos conhecemos há muito tempo, se não me engano quando eu estava na Prefeitura, na gestão do Jaime Lerner.  Havia uma diferença de idade razoável entre nós e ele era um jovem jornalista, impetuoso, combativo e justo. Ele sabia que eu lhe dava sempre a informação correta, no limite do que meu cargo permitia, e eu sabia que ele daria à matéria o tratamento condizente. Posso dizer que isso consolidou uma relação de respeito e amizade.
Não nos víamos há muito, mas alguns meses atrás trocamos mensagens por aqui, quando ele soube que eu havia lançado minha pré-candidatura. Fiquei muito triste com a notícia de seu passamento. Que ele tenha paz em seu descanso”.

O amigo Rui Costa também lamentou nas redes. “Ontem lembrei de você, Marcelo. Estava lendo um poema de Leminski e, de repente, você me veio na lembrança. Marcelo anda meio sumido… nem imaginava que você estava enfermo… Você vai fazer falta, meu amigo…Que Deus o tenha”.

O sepultamento aconteceu neste domingo, no cemitério Jardim da Saudade, em Curitiba.