Da Redação com assessoria

Aeronautas, aeroviários aposentados e participantes do Fundo Aerus (Fundo de Pensão dos Trabalhadores das extintas companhias aéreas Varig, Transbrasil, entre outras) farão nesta quarta-feira (8) atos em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis e em Recife. Em São Paulo, será, às 14h, no vão livre do MASP; em Porto Alegre e no Rio de Janeiro será frente à sede da Advocacia Geral da União e em Curitiba, Recife e Florianópolis nos Aeroportos.

Os atos são organizados pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (FENTAC/CUT), pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA/CUT) e pelas Comissões Estaduais.

O objetivo é cobrar o cumprimento da antecipação de tutela, proferida pelo desembargador federal, Daniel Paes Ribeiro, do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF-1), que foi publicada no dia 26 de setembro, que determina que a União (governo federal) e o Instituto Aerus “mantenham os pagamentos de complementação de aposentadorias, pensões e auxílios-doença na exata forma como ocorriam às vésperas da liquidação dos denominados Planos Varig e Transbrasil, ocorridas em 2006, a partir de aportes mensais da União ao Aerus nos valores necessários”.

Os manifestantes também cobrarão o pagamento da defasagem tarifária aos trabalhadores da Varig – também determinado pela Justiça. “Queremos que o governo cumpra imediatamente as decisões judiciais para que possamos contemplar todos aeronautas e aeroviários que trabalharam uma vida inteira para ter uma aposentadoria digna. É muito importante a participação de todos nessa atividade para que nossa voz tenha força”, pontua a porta-voz da Federação, Graziella Baggio.

Os participantes estarão caracterizados para que o movimento seja notado. “Vista sua camiseta do movimento, uniforme antigo de trabalho ou traga a bandeira do Brasil. Leve cartazes que retratem a sua indignação com o descaso do governo e venha para rua protestar pelo seu direito. Agora é a hora. Vamos mostrar nossa força à sociedade”, finaliza.

Longa batalha

Em uma longa batalha judicial, mais de 1000 aposentados (aeronautas e aeroviários) e participantes faleceram entre a liquidação do Fundo Aerus (em 2006) até os dias atuais.

Os aposentados e pensionistas estão recebendo, em média, 8% do que deveriam, e correm o risco de terem seus benefícios zerados, na medida em que os recursos financeiros estão se esgotando. Apenas queremos que o governo respeite e cumpra a decisão”, conta o presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (FENTAC/CUT), Sergio Dias.

Serviço:

Curitiba
Horário: a partir das 15h
Local: Aeroporto Internacional de Curitiba – Afonso Pena
Av. Rocha Pombo – Águas Belas, São José dos Pinhais (PR)