Do Portal Extra

Uma adolescente de 14 anos morreu na manhã do último domingo após ser eletrocutada em uma banheira, na casa do pai dela, no estado americano do Novo México. Segundo familiares de Madison Coe, o celular estava ligado à tomada e deixou uma marca de queimadura em sua mão — tudo indica que ela teria pego o aparelho durante o banho.

(Foto: Reprodução)

Devido ao incidente, a família da menina pretende agora conscientizar outras pessoas sobre como manter-se em segurança para evitar que este episódio aconteça novamente.

“Essa é uma tragédia que não precisa acontecer com mais ninguém. E nós queremos que algo de bom venha disso, como uma conscientização de não usar o celular no banheiro enquanto ele estiver carregando”, afirmou Donna O’Guinn, a avó da adolescente, à emissora “KCDB”. “Ela era muito esperta. Uma aluna muito boa na escola. Ela simplesmente amava a vida”, disse a avó.

Nós precisamos estar bem informados. Nós precisamos ensinar nossas crianças que eletricidade e água não combinam”, salientou Donna.

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.