Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

adolescenteGaroto morava em Colombo, mas era visto na região frequentemente. Foto: DB/Banda B

Um adolescente de 16 anos foi assassinado na noite desta terça-feira (26) no bairro Santa Cândida, em Curitiba. O garoto ainda não está oficialmente identificado, mas é conhecido como ‘di menor’ na região e vizinhos afirmaram que o primeiro nome dele era Fernando. A vítima tinha envolvimento com o tráfico de drogas, segundo testemunhas, e rivais soltaram fogos de artifício para comemorar a morte do adolescente.

O crime aconteceu por volta das 22 horas na rua Antonino Teixeira. Testemunhas ouviram cerca de dez disparos de arma de fogo e, ao sair de casa, encontraram adolescente caído próximo ao muro de uma residência. Ele tinha vários ferimentos por arma de fogo. A Polícia Militar (PM) e o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foram acionados.

Em entrevista à Banda B, a tenente Zimmermann, do 20º Batalhão da Polícia Militar (BPM), disse que poucas informações foram repassadas para a polícia. “Quando chegamos ele já estava caído, sem identificação e isso será apurado pelo Instituto de Identificação. Mesmo com muita gente aqui, ninguém fala nada”. Enquanto a tenente conversava com a imprensa, vários fogos de artifícios foram estourados para comemorar a morte do garoto.

Alguns moradores chegaram a relatar que o adolescente morava no bairro Rio Verde, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, mas vivia na região por causa do tráfico de drogas. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local, mas não confirmou essas informações. O corpo do jovem foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML), onde aguarda identificação oficial.