Atividades de Vida Diária (AVDs) incluem ações básicas, intermediárias e avançadas e serão discutidas no 2º Encontro do Circuito Comunidade: Encontros Intergeracionais, que acontece neste sábado (30), em Curitiba.

idosos
Imagem: Pixabay

A manutenção de uma rotina diária, com atividades simples como fazer higiene, se alimentar e tomar medicamentos e até mesmo as mais avançadas como fazer a gestão do tempo e da segurança, é essencial no cotidiano para garantir o bem-estar das pessoas com idade 60+.

Atividades de Vida Diária (AVDs) é um dos assuntos que serão discutidos no sábado (30), a partir das 14h, no 2º. Encontro do Circuito Comunidade: Encontros Intergeracionais. O encontro será realizado no auditório do Museu da Vida, localizado em Curitiba.

O evento é promovido pela Uninter, por meio dos cursos de Tecnologia e Bacharelado em Gerontologia, em parceria com o Museu da Vida. Haverá palestras e atividades para integração dos participantes. Serão palestrantes do encontro os professores Maria Caroline Waldrigues, coordenadora dos cursos de Gerontologia da Uninter, Reuber de Lima Souza, enfermeiro e Mestre em Enfermagem pela UFPR e tutor do curso de Enfermagem, e Patricia Moraes Candiotto, bióloga e especialista em Genética Humana pela PUC-PR, e tutora do curso de Gerontologia.

Classificação das AVDs

As AVDs podem ser classificadas como básicas, instrumentais e avançadas, e para os idosos, essas categorias podem se sobrepor, variando conforme a saúde e as capacidades individuais. As básicas são importantes porque asseguram a manutenção dos cuidados pessoais e da qualidade de vida. As instrumentais são essenciais para assegurar a independência e mobilidade, enquanto as avançadas promovem o bem-estar emocional, social e mental.

“As atividades desempenham um papel crucial na realização de tarefas diárias que podem impactar na qualidade de vida, senso de propósito e conexão com os outros. Elas são frequentemente utilizadas na avaliação da fragilidade, pois refletem a capacidade funcional do indivíduo para realizar tarefas essenciais do cotidiano”, explica a professora Maria Caroline Waldrigues.

Síndrome Geriátrica

Quando os idosos não conseguem desempenhar as AVDs podem demonstrar fragilidade e declínio no processo do envelhecimento, causando a chamada “Síndrome Geriátrica” caracterizada pela diminuição da reserva fisiológica e funcional do organismo, tornando os idosos mais vulneráveis a eventos adversos, como quedas, hospitalizações e incapacidade funcional.

O Brasil possui hoje 32 milhões de idosos com 60+. Dados do IBGE revelam que em 2050 para cada grupo de 100 crianças de 0 a 14 anos existam 173 idosos, bem diferente do cenário de 20 anos atrás quando para cada grupo de 100 crianças de 0 a 14 anos, existiam 24,7 idosos de 65 anos ou mais. Por isso, em 2020, a ONU declarou a “Década do Envelhecimento Saudável 2021-2030”, como estratégia para alcançar e apoiar ações de construção de uma sociedade para todas as idades.

Confira as ações que compõem as Atividades de Vida Diária:

Atividades de Vida Diária Básicas (AVDs Básicas) para Idosos:

  1. Higiene Pessoal:
    o Tomar banho ou realizar a higiene com auxílio, se necessário.
    o Escovar os dentes e cuidar da higiene bucal.
    o Vestir-se e despir-se, possivelmente com ajuda para amarrar cadarços, por exemplo.
    o Cuidar das unhas e cabelo.
  2. Alimentação:
    o Preparar refeições simples, como sanduíches ou sopas.
    o Alimentar-se independentemente, com consideração para possíveis dificuldades de mastigação ou deglutição.
  3. Eliminação:
    o Usar o banheiro de forma independente ou com auxílio para garantir segurança.
    o Controlar a micção e a defecação, talvez utilizando fraldas ou outros dispositivos de apoio.
  4. Mobilidade:
    o Andar ou se locomover com auxílio de dispositivos como bengalas, andadores ou cadeiras de rodas, se necessário.
    o Transferir-se da cama para a cadeira e vice-versa, possivelmente com ajuda para evitar quedas.
  5. Controle de Medicamentos:
    o Lembrar-se e tomar medicamentos prescritos na dosagem correta, com ajuda se houver confusão com horários ou doses.

Atividades de Vida Diária Instrumentais (AVDs Instrumentais) para Idosos:

  1. Gerenciamento do Lar:
    o Realizar tarefas domésticas leves, como arrumar a cama ou lavar louça.
    o Fazer compras de supermercado com ajuda, seja de familiares ou serviços de entrega.
    o Preparar refeições simples, seguindo orientações claras ou utilizando alimentos pré-preparados.
  2. Gestão Financeira:
    o Pagar contas, possivelmente com ajuda de familiares ou utilizando serviços bancários online.
    o Gerenciar o orçamento doméstico com a ajuda de um cuidador ou membro da família.
  3. Comunicação:
    o Usar dispositivos de comunicação, como telefones celulares ou computadores, para manter contato com familiares e amigos.
  4. Transporte:
    o Utilizar transporte público, táxis ou serviços de carona, adaptando-se às necessidades de mobilidade.

Atividades de Vida Diária Avançadas (AVDs Avançadas) para Idosos:

  1. Habilidades Cognitivas:
    o Resolver problemas do cotidiano e tomar decisões autônomas.
    o Manter-se mentalmente ativo através de leitura, jogos e conversas.
  2. Gestão de Tempo:
    o Planejar atividades diárias e gerenciar o tempo de forma eficiente, adaptando-se a possíveis limitações físicas.
  3. Cuidados com a Saúde:
    o Agendar consultas médicas e seguir recomendações médicas para cuidar da saúde.
    o Fazer escolhas de estilo de vida saudável, como praticar exercícios leves e manter uma dieta equilibrada.
  4. Cuidados com a Segurança:
    o Identificar e mitigar riscos em casa e na comunidade.
    o Lidar com emergências de forma adequada, tendo acesso a dispositivos de segurança, como telefones de emergência.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Saiba quais atividades da rotina diária garantem bem-estar aos idosos

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.