O relógio G-Shock, que voltou a ganhar popularidade entre os brasileiros nos últimos anos, terá um modelo de ouro de 18 quilates sendo leiloado para comemorar os 40 anos de seu lançamento.

Modelo de ouro de 18 quilates sendo leiloado para comemorar os 40 anos de seu lançamento - Montagem: Reprodução/Redes Sociais
Modelo de ouro de 18 quilates sendo leiloado para comemorar os 40 anos de seu lançamento – Montagem: Reprodução/Redes Sociais

Chamado de “relógio indestrutível”, o G-Shock de ouro receberá lances virtuais a partir deste sábado (9) e o vencedor será definido no domingo (10), em evento em Nova York. Os lances poderão ser dados neste link, de acordo com a Casio, fabricante do acessório. A previsão de entrega é para o primeiro trimestre de 2024.

A estimativa é que o leilão atinja entre US$ 70 mil e US$ 140 mil, segundo o site que receberá os lances. A Casio informou que apenas um relógio foi fabricado e será leiloado, sendo que 100% dos lucros obtidos serão doados para organizações voltadas à proteção e conservação do meio ambiente.

O modelo G-D001 foi polido à mão, passou por etapas de corte e prensagem, antes de receber polimento especial em cada parte do aparelho como a moldura de cima, a parte central, o fundo, os botões e o fecho.

Segundo a Casio, o relógio foi exibido em Londres, Genebra, Singapura e Nova York. Há cinco anos, a empresa também lançou outro modelo, o G-5000, feito de ouro para marcar os 35 anos do G-Shock.

“(O G-D001) é uma combinação singular de tecnologia e sofisticação, incorporando pedras preciosas e ouro”, afirmou o engenheiro Kikuo Ibe, responsável pelo desenvolvimento do primeiro G-Shock em 1983, e que visitou o Brasil em julho.

De acordo com a fabricante, o G-D001 é resistente a choques e a até 200 m de profundidade na água, tendo sido elaborado com a ajuda de inteligência artificial. O aparelho tem rodas de silicone e peças de rubi para que os ponteiros girem adequadamente, além de uma célula solar, que permite que a luz entre por um espaço pequeno e ajude a mostrar a data.

SAIBA MAIS SOBRE O G-SHOCK

Desenvolvido pela Casio há 40 anos com o objetivo de ser um relógio indestrutível, o G-Shock ficou famoso nos anos 1980 e, mais recentemente, passou a ser buscado por jovens brasileiros que querem seguir a moda da vez. O modelo aparece em letras de rap, hits da cantora Shakira e patrocina a skatista olímpica Pamela Rosa.

No TikTok, os vídeos mais virais mostram a versão vintage do relógio, com pulseira de aço inoxidável e visor digital. Os donos exaltam como o acessório brilha.

Kikuo Ibe credita o bom crescimento às ações da empresa para promover o aniversário de quatro décadas do produto. Em entrevista à Folha de S.Paulo em julho deste ano, ele disse ter ficado incrédulo ao ouvir que, no Brasil, o acessório não é famoso por ser “indestrutível”, como acontece no Japão.

O modelo está no livro dos recordes desde 2017 como o relógio de pulso com mais resistência a impacto, sobrevivendo inclusive ao atropelamento de um caminhão de 24,9 toneladas.

No Brasil, o relógio inspira versos musicais do rapper BK, que acumula 3,6 milhões de ouvintes mensais no Spotify. “Eu não sou mais aquele moleque/ Troquei o G-Shock pelo Rolex”, diz a letra de “Carta Aberta”. O músico, no entanto, aparece com frequência em fotos com relógios da Casio no pulso.

O rapper Nill, 30, também é um dos adeptos. Ele relata que gosta do relógio desde a sexta ou sétima série do ensino fundamental —o equivalente aos atuais sétimos e oitavos anos. “Gostava porque é um relógio grande e tinha cores diferentes”, afirma.

Nill diz que antes de ganhar projeção usava apenas as réplicas do G-Shock. O relógio original custa a partir de R$ 350 —é possível encontrar versões falsas por R$ 100, até menos. O cantor afirma que as cópias também eram resistentes a tombos, embora perdessem tinta e brilho com o tempo.

O trapper Nill também faz parte de outro nicho entusiasta do relógio da Casio: os skatistas. A marca patrocina a atleta olímpica de skate Pamela Rosa, bicampeã mundial da categoria street —em que os competidores executam manobras numa pista com rampas, corrimões e desníveis.

A Casio não divulga quantos relógios vende por ano, mas diz ter fabricado mais de 140 milhões do G-Shock desde 1983. Segundo a companhia, o modelo representa 60% das vendas da categoria.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Relógio indestrutível dos anos 1980 ganha versão em ouro e vai a leilão

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.