Morar sozinho durante o início da vida adulta pode ajudar o indivíduo a lidar melhor com frustrações, segundo uma pesquisa publicada no Journal of Marriage and Family. A solitude – termo que vem sendo usado como solidão positiva – também foi associada a uma melhor autopercepção e maior desenvolvimento das habilidades socioemocionais.

Pessoas que passam o início da vida adulta solteiras vivem melhor
Grupo era composto por mais mulheres do que homens. Foto: Getty Images

As pesquisadoras Ellen Verbakel e Lonneke van den Berg se basearam nos dados de cerca de 1.000 pessoas com idades entre 18 e 40 anos. O grupo era composto por 190 mulheres e 151 homens que eram “inicialmente solteiros” quando saíram da casa dos pais, e 400 mulheres e 262 homens que estavam “imediatamente casados” quando se mudaram.

Os dados vieram do Painel Socioeconômico Alemão (SOEP), uma pesquisa domiciliar que pergunta aos voluntários informações sobre renda, moradia e satisfação com a vida.

Para ler a matéria completa do Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Pessoas que passam o início da vida adulta solteiras vivem melhor

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.