Os projetos de lei 1471/22 e complementar 12/24, que visam ampliar os direitos dos motoristas de aplicativos de transporte, estabelecendo jornada de trabalho, piso salarial, criação de sindicato para a categoria, e acesso a direitos trabalhistas, podem levar a um aumento nos custos das corridas para os usuários. Uma das razões para isso é a exigência de que tanto motoristas quanto empresas contribuam para o INSS, além de garantir aos motoristas uma renda mínima de R$ 32,10 por hora trabalhada, com a justificativa de que este valor não cobre os custos com combustível e manutenção do veículo. De acordo com a proposta, essa quantia foi calculada para suportar gastos com uso de internet móvel, seguro, impostos, manutenção e combustível, no qual o excedente constituiria uma remuneração de 25% do valor da hora de trabalho.

motorista de aplicativo
Divulgação

Surge, assim, a necessidade de encontrar alternativas de transporte diário mais acessíveis, uma vez que as corridas via aplicativos costumavam ser consideradas as opções mais vantajosas para deslocamentos cotidianos, seja para trabalho, compras ou lazer. As mais atraentes são o aluguel ou assinatura de carro, modalidades que vêm ganhando popularidade pela praticidade e comodidade que oferecem, além de serem mais viáveis do ponto de vista financeiro.

O mercado de aluguel de carros segue em expansão e desenvolvimento. Segundo a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), o setor registrou um faturamento bruto de R$ 44,9 bilhões no ano passado, marcando um aumento de 22% em relação a 2022. A opção pelo aluguel de veículos tem se mostrado cada vez mais atraente para quem deseja dispor de um carro por um tempo específico. Isso se deve, em parte, à crescente conscientização das pessoas sobre a importância de economizar, proteger o meio ambiente e adotar práticas mais sustentáveis, valorizando a experiência do uso em vez da posse.

Locação proporciona economia e praticidade para o dia a dia

Ao escolher a locação de automóveis, os motoristas podem desfrutar de uma previsibilidade maior nos custos, uma vez que as despesas com o veículo são bem definidas. Tendo à disposição diversos modelos, eles têm mais flexibilidade e autonomia para planejar seus deslocamentos conforme suas necessidades e horários, possibilitando uma economia significativa ao longo do tempo.

“Em trajetos curtos, de 2 ou 3 km, os aplicativos chegam a cobrar até R$ 15,00, sem contar com a variação das “tarifas dinâmicas” que flutuam de acordo com o horário do rush ou condições meteorológicas. Caso alguém precise se deslocar três ou quatro vezes ao dia, o custo total pode ser maior do que o de uma locação de meia-diária, que disponibiliza o carro ao cliente por 12 horas”, explica a gerente do V1 Aluguel, Thais Augusta. Portanto, alugar um carro proporciona maior liberdade de movimento, com o motorista tendo controle total sobre seus trajetos e horários, o que resulta em uma experiência de viagem mais flexível e adaptada às suas necessidades.

Essa modalidade – também conhecida como “nanolocação” – é uma solução prática para aqueles que precisam realizar múltiplos deslocamentos ao longo do dia. Em uma simulação feita no aplicativo da V1, é possível alugar um carro tipo hatch (como o Argo ou Gol 1.0) a partir de R$ 73,27 (valor passível de mudança), com a liberdade de uso durante todo o dia, sem restrições.

“Considerando, por exemplo, alguém que precise se deslocar cerca de 10 km de casa para o trabalho e tenha um exame médico no meio do dia, tendo que retornar ao trabalho em seguida, o custo com o transporte por aplicativo seria superior ao de alugar um carro por meio dia. Outra facilidade é que o cliente retira e devolve o carro de forma autônoma, pelo celular, sem a necessidade de aguardar em fila ou balcão. Se preferir, ainda é possível contratar o serviço de conveniência, no qual um profissional V1 leva e busca o automóvel. Ainda, oferecemos cobertura nacional e assistência 24h”, explica Thais.

A tecnologia da startup do Grupo Águia Branca é seu principal diferencial: o processo de locação de carros da V1 é totalmente digital, bastando o usuário realizar o cadastro, escolher o período de locação, a estação de retirada e o modelo do veículo. O lema “tão rápido quanto ler um QR code” evidencia a rapidez com que se pode locar um carro – em não mais que dois minutos para realizar o processo de locação e sair com o veículo. Além disso, é possível fazer reservas, assegurando que o veículo estará disponível no período desejado. A gama de modalidades disponibilizadas é ampla, atendendo a diversas necessidades, permitindo locações por dia, semana, quinzena, mês e até ano.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Aplicativos de Transporte: projeto de lei vai pesar no bolso dos usuários?

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.