Valdinei Silva, presidente do FC Cascavel, foi suspenso por ameaça a árbitro. (Divulgação/FC Cascavel)

O presidente do FC Cascavel, Valdinei Silva, foi punido em julgamento do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) com 60 dias de suspensão e R$ 30 mil de multa. A decisão foi pela ameaça a Paulo Roberto Alves Júnior, árbitro da partida entre o clube em que preside e o Coritiba, pela semifinal da Taça Barcímio Sicupira Júnior, o primeiro turno do Campeonato Paranaense. O caso ainda cabe recurso.

Silva não queria a presença de Alves Júnior nas partidas do clube do oeste e até enviou um ofício à Federação Paranaense de Futebol (FPF) para solicitar a mudança de árbitro na semifinal do primeiro turno. O pedido não foi atendido pela entidade.

Em entrevista à Banda B, na sexta-feira antes da partida (15/02), o presidente ameaçou o árbitro da partida. “Só entendemos pelo bom senso que este cidadão não deve colocar os pés aqui”, disse. “Se ele nos assaltar, eu vou abrir o portão e vou arrancar os dentes dele. Só isso”, acrescentou.

A partida entre FC Cascavel e Coritiba terminou empatada em 0 a 0 e o Coxa levou a melhor nos pênaltis por 5 a 3.