Time do Paraná que conquistou o título estadual. (Arquivo/Paraná Clube)

O dia 09 de abril de 2006 é importante na história do Paraná Clube. Foi nesta data que o Tricolor conquistou pela última vez o título do Campeonato Paranaense. Há 14 anos, o Pinheirão estava completamente lotado para comemorar a conquista após o empate em 1 a 1 com o Adap. O jogo da ida, em Maringá, terminou com vitória paranista por 3 a 0.

Depois de seis títulos, sendo cinco deles seguidos, na década de 90, o Tricolor vivia um jejum de nove anos sem conquistar o estadual. Sob o comando de Luiz Carlos Barbieri, o time paranista terminou a fase de classificação na liderança do Grupo B, com campanha de sete vitórias, cinco vitórias e duas derrotas.

No mata-mata, o primeiro jogo fora de casa sempre foi essencial para abrir uma vantagem e jogar com uma maior tranquilidade diante da torcida no Pinheirão. Nas quartas de final, o Paraná venceu o Iraty na ida por 1 a 0 e empatou em casa em 1 a 1. Já na semifinal, o Tricolor ganhou do Rio Branco, em Paranaguá, por 2 a 1 e ainda levou a melhor na volta por 3 a 0.

Na decisão, a história se repetiu no confronto com a zebra Adap, de Campo Mourão, que eliminou o Athletico nas quartas de final e o Coritiba na semifinal. O primeiro jogo da decisão aconteceu no estádio Willie Davids, em Maringá, e o Paraná abriu uma grande vantagem por 3 a 0, gols de Maicosuel e Leonardo (duas vezes).

A vantagem gerou uma expectativa muito grande no elenco paranista, mas um dos jogadores que manteve os pés no chão foi o volante Beto. “Acabou 3 a 0 o primeiro jogo, o zagueiro Emerson e eu fomos sorteados para o doping e ele falou para a gente comemorar. Eu mantive os pés no chão e falei que ainda tinha o segundo jogo. Ele disse: “Beto, nenhum jogo nós tomamos mais de três gols no campeonato todo e eles não vão fazer quatro gols na gente em um jogo só”. A frase dele nos manteve concentrado durante a semana. O segundo jogo foi difícil, mas a sorte era que a gente estava bem fisicamente e mentalmente”, contou o ex-jogador, em entrevista à Banda B.

Com uma larga vantagem, o Paraná entrou em campo concentrado, mas levou um susto com gol de Warlley, aos 12 minutos do segundo tempo. Porém, a Adap não teve muito tempo para sonhar e o meia Marcelinho deixou tudo igual, aos 20 minutos, em cobrança de falta. O autor do gol do título só foi titular porque Maicosuel, dono da posição, foi vetado com febre.

Para Beto, o principal fator para a conquista foi a união de todo o Paraná. “O grupo era unido fora e dentro de campo e existia uma sinergia muito boa. A gente tinha tranquilidade para trabalhar e a direção cumpria tudo que foi passado. 2006 foi um ano fantástico e ainda conseguimos a classificação para a Libertadores. O ambiente fez com que as coisas pudessem acontecer”, disse.

Depois do título estadual, o ano de 2006 terminou com a classificação inédita para a Libertadores do ano seguinte. Desde então, o Paraná só ganhou um título: a segunda divisão do Campeonato Paranaense de 2012.

Ouça o gol do título na narração de Fernando César