O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou unanimidade, nesta quinta-feira (30), o pedido do Paraná Clube para jogar a Série D do Campeonato Brasileiro de 2023.

O pedido foi indeferido por procuradores e relatores. Eles alegaram a prioridade no ranking das federações e a falta de provas concretas do Tricolor para pleitear a vaga. Além disso, o rebaixamento para a Série B do Paranaense em 2022 impediria a Federação Paranaense de Futebol (FPF) de indicar o time para Série D desta temporada.

A saga paranista para tentar jogar a quarta divisão começou após as desistências de Caldense e Villa Nova, clubes designados para ocupar as vagas destinadas à Federação Mineira de Futebol. Com o impasse, o Tricolor agiu nos bastidores para tentar a inclusão, usando como argumento ser o clube melhor ranqueado que não está em nenhuma divisão.

Apesar do trabalho dos dirigentes paranistas e do presidente da Federação Paranaense, Hélio Cury, a CBF garantiu a vaga para a Patrocinense, que foi o clube indicado pela FMF depois das duas desistências. Sem calendário além da segunda divisão do Campeonato Paranaense, o time decidiu tentar um mandado de garantia no STJD.

O julgamento

Foram nove casos julgados, entre eles o do Paraná Clube. Sem a vaga na Série D, o Tricolor trabalha pensando na segunda divisão estadual, com estreia no dia 29 de abril, contra o Toledo, na Vila Capanema.

STJD negou pedido do Paraná Clube
STJD negou pedido do Paraná Clube Foto: Divulgação/ STJD

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

STJD nega pedido do Paraná Clube para jogar a Serie D

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.