Renan - Paraná ClubeRenan. (Rui Santos/Paraná Clube)

O goleiro Renan afirmou que todo jogo para o Paraná é uma “decisão” até o final da Série B do Campeonato Brasileiro. Em 18º lugar, com 28 pontos, o Tricolor volta a campo na quinta-feira (17), às 21h30, para enfrentar o CRB em confronto direto para escapar do rebaixamento.

“Todo jogo passou a ser uma decisão e a gente demonstrou isso contra o América-MG. Nós temos a oportunidade contra o CRB de trazer mais um time para a briga e em um momento inconstante. Temos que saber tirar proveito disso, mas sempre focado e preocupado com a nossa ideia de jogo para fazer as coisas acontecerem no jogo”, declarou o goleiro paranista.

Renan acredita que o Paraná já melhorou defensivamente desde a chegada do técnico Gilmar Dal Pozzo e precisa agora ser mais firme no setor ofensivo. “Sempre quando tem uma troca de comando e jogadores, tem que buscar o equilíbrio partindo da linha defensiva. Nós tentamos nos dois últimos jogos ajustar a parte defensiva e acredito que melhorou bastante em relação às ideias que o Gilmar tem. Agora, nós temos que ser mais firmes no ataque para sempre estarmos mais perto da vitória”, disse.

“Não quer dizer que as ideias passadas eram equivocadas, mas não estavam funcionando para o momento do time. A gente vem tentando com essa nova identidade um time mais firme na marcação, sem ter tanta posse de bola, mas com intensidade alta”, acrescentou o camisa 1.

Pontuação para a permanência

Na entrevista à Banda B após a derrota para o América-MG, Gilmar Dal Pozzo comentou que trabalha com 45 pontos para garantir a permanência, mas acredita que esse número será menor ao final da Série B. Para Renan, é difícil fazer qualquer prognóstico e confia na manutenção na segunda divisão a partir dos 43 pontos.

“A disputa na B é forte em relação ao G4 e à briga pela permanência. É difícil fazer um prognóstico, mas sempre se trabalha a partir dos 43 pontos. A conta de cinco vitórias costuma funcionar e a gente vai em busca primeiro da primeira vitória. É o mais importante para quebrar essa dinâmica ruim de jogos sem pontuar e a partir daí vai desenhando o que realmente precisa. O mais importante é o próximo jogo sempre para a partir dele fazer as contas”, opinou o goleiro.