Camisa 10 Tricolor puxa a responsabilidade para os jogadores pela falta de gols. (Geraldo Bubniak/AGB)

O empate em 0x0 diante do Sampaio Corrêa, na noite deste domingo (18), na Vila Capanema, aumentou o jejum de vitórias do Paraná Clube na Série B do Campeonato Brasileiro. A pressão pela conquista de bons resultados para retornar ao G4 da competição nacional, segundo o meia Renan Bressan, está atrapalhando o desempenho do time paranista. Ansiedade que precisa ser deixada de lado se o Tricolor quiser seguir lutando pelo acesso à primeira divisão.

“Agora são seis jogos (sem vitórias), complica um pouco, um pouco de ansiedade. Mostramos um pouco mais de vontade, mas ali na frente temos que definir melhor no último terço, na finalização. A gente queria muito quebrar essa série negativa para ver se a confiança voltava como estava antes. O Sampaio vem em uma crescente no campeonato e a culpa é toda nossa”, apontou o camisa 10 paranista em entrevista ao Premiere.

Com quatro pontos conquistados apenas dos últimos 18 disputados, o Paraná Clube ocupa a sexta posição e terá pela frente agora um duelo complicado. O time paranista vai encarar o líder Cuiabá nesta quarta-feira, às 19h, na Arena Pantanal. Renan Bressan prevê um duelo complicado, mas confia que o Tricolor pode voltar do Mato Grosso com um bom resultado na bagagem.

“O Cuiabá é o líder e,na minha opinião, é um dos favoritos a subir. Tem um grande time, muito bem treinado pelo Chamusca, que já está há um ano lá. Mas temos totais condições de voltar com um bom resultado. Temos que caprichar no último terço, acertar e ir lá fazer um bom jogo, conquistar um bom resultado para quebrar essa sequência ruim”, finalizou Bressan.

Além de não vencer há seis jogos, o Paraná Clube não marca gols há quatro partidas. O time paranista passou em branco nas derrotas para Botafogo-SP e CSA, fora de casa, e nos empates contra Náutico e Sampaio Corrêa, na Vila Capanema.