Leonardo Oliveira, presidente do Paraná, explicou situação do lateral-direito Paulo Henrique. (Geraldo Bubniak/AGB)

O lateral-direito Paulo Henrique ficou de fora da estreia do Paraná após testar positivo para a Covid-19. A informação foi uma surpresa, já que o jogador foi diagnosticado com a doença antes da volta do Campeonato Paranaense. Porém, a contraprova dele deu negativo e volta a ficar à disposição do técnico Allan Aal para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro.

Em entrevista exclusiva à Banda B, o presidente Leonardo Oliveira o motivo para a doença aparecer pela segunda no teste RT-PCR. “É uma situação que o protocolo nos expõe. Não dá para reclamar porque a regra foi feito para todos. É natural atestar a presença do vírus e foi detectado mesmo morto. O Paulo foi um dos únicos casos que teve sintoma e considerado pelo departamento médico como caso típico por ter sintomas, como a perda do paladar. Como os resultados da CBF só saíram ontem, ele ficou fora do jogo na sexta”, comentou.

Paulo Henrique (à dir.) testou positivo antes da partida contra o Confiança, mas a contraprova deu negativo. (Geraldo Bunbiak/AGB)

Além de Paulo Henrique, o lateral-direito Toninho, o volante Luan e o atacante Andrey são os jogadores do elenco paranista que testaram positivo para o novo coronavírus. De acordo com o presidente, os quatro atletas não precisam realizar novos testes. “Tivemos mais quatro pessoas no elenco com a doença e não precisam testar mais. O restante precisa testar e sempre vai ficar essa possibilidade de perder os atletas”, disse.

Mudança de protocolo da CBF

Após a demora para sair os resultados na primeira rodada, o que resultou no caso positivo de Paulo Henrique quando o Paraná já estava em Aracaju, a Confederação Brasileira de Futebol autorizou que os clubes fizessem os testes em laboratórios locais.

Para o presidente, a mudança facilita os testes para os jogos em Curitiba. “Nosso departamento médico está sendo muito efetivo e tem colaborado bastante. O fato de fazer os exames aqui também vai ajudar bastante, mas vai ser mais difícil no caso dos jogos fora. Fizemos os exames hoje para o jogo de sexta. Todos vão ter essa dificuldade”, afirmou.