Bruno Gomes. (Maurícia da Matta/Divulgação/EC Vitória)

Possível reforço do Paraná Clube para a Série B, o atacante Bruno Gomes, de 23 anos, é um ‘camisa 9 nato’ com forte presença na área e que ainda ajuda na composição com o meio de  campo. É o que afirmam dois dos ex-técnicos que trabalharam com o atleta no início de sua carreira, ainda nas categorias de base.

Em entrevista à Banda B, o ex-comandante do jogador no Desportivo Brasil, Lucas Góes, elogia as características de Bruno Gomes e analisa que seus atributos táticos e técnicos irão ao encontro da forma de jogo do Paraná Clube, que ainda carece de um homem de referência na área. Tanto Rafael Furtado, dispensado no início do mês, quanto Rodrigo Rodrigues, que ainda não convenceu a torcida, não se firmaram no ataque paranista.

“Eu vejo que ele tem tudo a ver com o Paraná, pois é um clube que já lançou muitos jogadores habilidosos. Essa volta ao Brasil será muito positiva e ele está preparado. O Bruno possui atributos ofensivos muito positivos. Foi um tiro muito certeiro, pois ele é um camisa 9 genuíno, muito oportunista e com histórico de muitos gols na formação da sua carreira”, analisou o atual diretor-executivo do Capivariano.

Ricardo Colchini, atual treinador do Pelotas, e com quem Bruno Gomes trabalhou na base do Internacional, salienta os atributos técnicos do possível reforço paranista. “É um atacante de referência em sua formação. Jogador muito técnico, com poder de finalização muito bom. Nas categorias de base do Inter, ele sempre foi artilheiro e também trabalha muito bem na formação com os jogadores do meio. No Paraná, acredito que ele terá um bom desempenho e vai se encaixar muito bem nas características do clube e também para a Série B”, afirmou.

Bruno Gomes entrou em campo pela última vez no dia 18 de abril de 2019, pelo time titular sub-23 do Aves, de Portugal.