Por Rodrigo Dornelles com informações de Monique Vilela

Jogadores admitem maior tranquilidade após vitória. (Monique Vilela/Banda B)Jogadores admitem maior tranquilidade após vitória. (Monique Vilela/Banda B)

Tranquilidade, esse é o sentimento no Paraná após a vitória por 1 a 0 sobre o Luverdense, na terça-feira (9). O triunfo após cinco rodadas sem vencer deixou o time mais “leve”. Com a quebra desta sequência ruim, os jogadores do Tricolor admitem que a pressão diminui e esperam aproveitar o momento para conseguir uma sequência positiva na Série B.

O meia Marcos Paraná admite que a pressão pelo resultado contra o Luverdense era grande e que o grupo estava apreensivo. “A gente até antes do jogo, a gente solta uma música, os meninos agitam um pouco mais. Nesse jogo a gente estava mais concentrado, não sei se concentração ou tensão mesmo, a gente estava mais quieto”, contou o jogador.

Ele comemora o resultado e ratifica a confiança do elenco no trabalho desenvolvido tanto pelos jogadores quanto pelo técnico Nedo Xavier. “Dá uma tranquilidade maior, a gente sabe que queira ou não estávamos pressionados. Mas a gente confiava e confia muito no nosso trabalho, do professor Nedo, da comissão técnica, do que a gente vinha fazendo no dia a dia. Infelizmente por detalhes nossos a gente vinha perdendo os jogos e acaba complicando. É bom sempre vencer para que dê tranquilidade para trabalhar,” disse Marcos Paraná.

Titular no último jogo, o zagueiro Luis Felipe engrossa o “coro” e fala da apreensão do elenco antes da última vitória. “A confiança volta, os resultados não estavam vindo e a gente ficava meio apreensivo, meio ansioso, essa vitória nos dá mais tranquilidade”, afirmou o jogador.

Contra o lanterna Mogi Mirim, na próxima sexta-feira (19), o Paraná busca mais um triunfo em casa. O zagueiro destaca a dificuldade da partida, mas espera que seja o início de uma boa sequência. “Não tem jogo fácil, não tem time bobo, temos que corrigir nossos erros pra gente entrar, dar nosso melhor e fazer uma boa sequência para colocar o Paraná lá em cima da tabela”, projetou Luis Felipe.

Provável titular do ataque paranista com a lesão de Henrique e a suspensão de Fernando Viana, Wanderson entende que a vitória “tirou um peso” do time e espera aproveitar a chance na equipe. “Foi bom, temos dez dias para trabalhar e se tivesse perdido o ambiente ia estar pesado, carregado. Foi bom, tirou o peso da equipe”, analisou o atacante. “Estou me recuperando, já estou bem. A briga está boa, respeitando o companheiro, se a oportunidade aparecer vou dar meu melhor”, acrescentou Wanderson.