CT Ninho da Gralha seguirá emprestado ao Tricolor até 2024 (Divulgação/Paraná)

O Paraná perdeu mais um patrimônio e não é mais o dono do CT Ninho da Gralha. Em decisão homologada pela Justiça do Trabalho, o local passa a pertencer ao empresário Carlos Werner, antigo parceiro do clube, por conta de dívidas por empréstimos entre 2014 e 2017, e poderá ser utilizado de graça pelo clube pelos próximos cinco anos.

Por conta dos passivos, foram cinco ações cíveis movidas por Werner contra o Tricolor. O acordo feito em R$ 28 milhões na Justiça para quitar o montante acumulado no período em que o empresário ajudou o clube no pagamento de salários e dívidas do clube.

A negociação foi feita de acordo com o Ato Trabalhista firmado entre o Paraná e a Justiça, para que 20% das receitas sejam destinadas ao pagamento de dívidas.

Com isso, o Ninho da Gralha, avaliado em maio do ano passado em R$ 19 milhões, passa a pertencer a Carlos Werner, que cederá gratuitamente para o clube até 2024.