Paraná ficou no empate com o Criciúma na Vila Capanema (Geraldo Bubniak/AGB)

Em mais um jogo fraco tecnicamente, o Paraná ficou novamente no zero a zero em casa, desta vez com o Criciúma, na manhã deste sábado (24), na Vila Capanema, pela 18ª rodada da Série B. Com o empate, o time do técnico Matheus Costa ampliou o jejum e pode terminar a rodada ainda mais distante do G4.

Já são sete partidas sem vencer na competição. A última vitória do Tricolor foi há um mês, no dia 23 de julho, quando o time derrotou o Figueirense, por 1 a 0, em Florianópolis. De lá para cá, foram quatro derrotas e três empates, com apenas um gol marcado nesta sequência.

O Paraná Clube fecha o primeiro turno na próxima terça-feira (27), às 19h15, fora de casa, contra o Botafogo-SP, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto-SP, pela 19ª rodada da Série B.

O jogo

Para quem precisava se impor para voltar a vencer, o Paraná pouco produziu no primeiro tempo. Melhor para o Criciúma, que se sentiu à vontade e criou mais oportunidades. As melhores delas saíram dos pés do volante Foguinho, que por duas vezes chutou forte e mandou a bola raspando a trave de Thiago Rodrigues.

O Tricolor, por sua vez, conseguiu levar perigo em apenas duas ocasiões. Primeiro, aos quatro minutos, em cobrança de falta de Itaqui que o goleiro Luiz espalmou. Mais tarde, aos 31, João Pedro recebeu na direita, puxou para a perna esquerda e finalizou com perigo por cima do travessão.

Sem muito brilho, o Paraná voltou para a etapa final sem conseguir criar e seguiu apostando na bola parada. Aos três minutos, com Itaqui, o time levou perigo e o goleiro Luiz por pouco não aceitou.

Buscando a evolução ofensiva, o técnico Matheus Costa abdicou dos homens de armação e tirou João Pedro e Alesson para colocar Rodrigo Porto e Jenison. Mas a receita não trouxe sobressaltos aos visitantes. A única chance saiu dos pés de Porto, aos 23, mas a finalização saiu torta.

A esperança paranista aumentou aos 32 minutos do segundo tempo, quando o lateral-esquerdo Caíque, do Criciúma, foi expulso e deixou a equipe catarinense com um homem a menos. Com vantagem numérica, o Paraná tentou pressionar, mas ofereceu poucos riscos e parou em boas defesas do goleiro Luiz. Primeiro, aos 38, em chutes de Rafael Furtado e Rodrigo Porto. Por fim, aos 46, Jenison recebeu na área e soltou a bomba para ótima defesa do camisa 1, garantindo o zero a zero na Vila.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 0X0 CRICIÚMA

Local: Vila Capanema.
Data: Sábado, 24 de agosto de 2019.
Horário: 11h.
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO).
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Edson Antônio de Sousa (GO).
Público e renda: 2.121 pagantes | 2.526 total | R$ 41.165,00.

Paraná: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Leandro Almeida, Rodolfo e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Itaqui (Jhemerson) e João Pedro (Jenison); Alesson (Rodrigo Porto), Bruno Rodrigues e Rafael Furtado.
Técnico: Matheus Costa.

Criciúma: Luiz; Maicon, Thales, Derlan e Caíque; Eduardo, Foguinho, Wesley e Daniel Costa (Carlos Eduardo); Reinaldo (Julimar) e Léo Gamalho (Pedro Bortoluzzo).
Técnico: Wilsão.

Cartão amarelo: Rodolfo, Rafael Furtado  e Jhemerson (PRC); Caíque, Derlan, Eduardo, Léo Gamalho, Reinaldo e Julimar (CRI).
Cartão vermelho: Caíque (CRI).