Presidente do Paraná estará na Rússia durante a Copa. (Felipe Dalke/Banda B)

O Paraná foi indicado para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para substituir o Atlético como convidado para acompanhar os jogos da primeira fase da Copa do Mundo. Com isso, o presidente Leonardo Oliveira viajará para a Rússia ao lado dos mandatários de São Paulo, Ceará, Bahia, CRB, Avaí, Paysandu, Brasil de Pelotas e Guarani e também das 27 Federações.

A escolha dos clubes foi feita através de sorteio pela própria CBF, mas o Atlético recusou o convite. A diretoria atleticana foi uma das únicas que não votou a favor de Rogério Caboclo na eleição da entidade, realizada no dia 17 de abril.

Secretário-geral da CBF, Walter Feldman explicou a importância da viagem dos dirigentes para a Rússia.  “É uma demanda antiga, fizemos uma avaliação e consideramos que os executivos do futebol brasileiro, aqueles que dirigem as federações, sem discriminação, são fundamentais. Nós sabemos os esforços dos presidentes das federações para o desenvolvimento do futebol local e a manutenção de clubes. A CBF compreende a realidade e definiu que todo executivo de futebol tem que estar na Rússia para acompanhar o desenvolvimento de um evento deste porte”, afirmou.

“São apenas nos três primeiros jogos. É uma atividade intransferível, só o presidente poderá ir e não está incluído nenhum acompanhante. Uma situação para que ele possa trazer um grau de conhecimento para que seja usado no nosso futebol”, acrescentou Feldman.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Paraná fica com convite do Atlético para ir à Copa do Mundo

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.