Por João Pedro Alves
Fotos de Monique Vilela

Não foi do jeito que a torcida esperava, mas o Paraná se despediu da Série B do Brasileirão de 2013 da melhor maneira que pôde. Mesmo sem brigar por mais nada, o time honrou a camisa na última partida de Dado Cavalcanti no Tricolor e, além de dominar, venceu o Icasa por 2 a 0 na Vila Capanema – com destaque para Júlio César, que saiu do banco para marcar e dar uma assistência. O resultado não valeu de muita coisa para os paranistas, mas acabou com os sonhos do Verdão do Cariri, que se vencesse estaria na elite.

Com o fim do calendário deste ano, o Paraná volta a entrar em ação apenas no dia 19 de janeiro de 2014 na estreia do Campeonato Paranaense contra o Cianorte na própria Vila Capanema.

Ouça os gols do Paraná narrados por Caio Junior na Banda B:

0089 – SERIE B – PARANA X ICASA – 1 GOL – JULIO CEZAR – 30-11 – CAIO JR 0090 – SERIE B – PARANA X ICASA – 2 GOL – RUBINHO – 30-11 – CAIO JR

Apesar do adversário precisar do resultado, é o Paraná que toma iniciativa

O sonho do acesso ficou vivo durante toda a Série B, mas o Paraná chegou à última rodada sem nenhuma ambição e sem lutar por nada. Do outro lado, encontrou um Icasa cheio de motivação por estar atrás da última vaga na elite em 2014. Teoricamente, os donos da casa fariam um “treino de luxo” contra um adversário a 200 km/h, mas o que se viu na Vila Capanema no início do jogo foi justamente o contrário.

Mesmo precisando vencer e torcer por um tropeço do Figueirense para subir, o Verdão do Cariri começou tranquilo, mas tão tranquilo que pareceu apático. Enquanto isso, os atletas paranistas apresentaram vontade em encerrar o ano com um bom resultado e foram para cima. Moacir quase abriu o placar ao receber sozinho dentro da área, mas tentou encobrir o goleiro João Ricardo e mandou para fora.

O volume de jogo tricolor, porém, aos poucos foi diminuindo e permitiu que o Icasa equilibrasse um pouco mais as ações. Mas esse crescimento não resultou naquilo que o time cearense precisava: o gol – e nem ao menos chances claras que levassem perigo a Marcos foram criadas. Em contrapartida, o Paraná era um pouco mais agudo e voltou a assustar em um chute cruzado de Luisinho para fora.

Tanto de um lado quanto de outro, a principal deficiência era a criação de jogadas e aquele “último passe”. Principalmente na equipe paranaense, que era superior e rondava a grande área. Mas também no Icasa, que acertou apenas uma vez já nos últimos instantes da primeira etapa: após troca de passes, Chapinha recebeu na marca do pênalti livre para marcar e isolou a bola mantendo o 0 a 0.

Júlio César sai do banco e decide jogo para o Tricolor

Com um placar que não lhe interessava, o Icasa voltou do intervalo tentando ser mais ofensivo e chegar mais próximo à meta defendida por Marcos. Adiantou, porque chegou a esboçar um abafa em alguns momentos – embora sem finalizar com perigo. Mas também possibilitou que o Paraná encontrasse espaço e contra-atacasse em velocidade.

No duelo das táticas, a paranista acabou dando mais resultado e o gol saiu em uma dobradinha de pratas da casa. Na marca dos 17 minutos, Carlinhos fez boa jogada individual pela esquerda, cruzou rasteiro para a área e Júlio César, no primeiro toque na bola, finalizou baixo para o fundo das redes.

A partir do gol, o jogo se abriu de vez. Isso porque o Verdão se viu obrigado a ir para cima em busca da virada, se postando na intermediária e trabalhando a bola naquela região do campo para tentar criar chances. Com isso, o Paraná foi favorecido com o jogo de contragolpe dos jovens da Vila, que botaram fogo na partida em pontadas pelas pontas e fizeram a defesa adversária trabalhar.

E de chegada em chegada, o Tricolor encontrou mais um gol. Decisivo, o meia Júlio César avançou pela direita na área e serviu Rubinho, que tocou no canto do goleiro para fazer 2 a 0 aos 36 minutos e definir o jogo. Não deu para o Icasa, que terá que amargar mais um ano na Série B. Ao Paraná, restou o sentimento de que “faltou algo” para retornar à elite – mas ao menos se despediu de 2013 e de Dado Cavalcanti com uma vitória.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 2 X 0 ICASA

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR).
Data: 30 de novembro de 2013.
Horário: 16h20.

Paraná: Marcos; Roniery, João Antônio, Alex Alves e Henrique Ávila; Edson Sitta (Rodrigo Mann), Moacir, Paulinho Oliveira e Lúcio Flávio; Carlinhos e Luisinho (Rubinho).
Técnico: Dado Cavalcanti.

Icasa: João Ricardo; Neílson (Leyrielton), Naylhor, Luis Gustavo e Gustavo (Elanardo); Luiz Otávio, Guto (Icasa), Gilmak e Chapinha; Leandro e Juninho Potiguar.
Técnico: Sidney Moraes.

Público pagante: 1089 pessoas.
Público total: 1542 pessoas.
Renda: R$ 15.190,00.

Cartões amarelos: Edson Sitta, Roniery, Alex Alves, Marcos (PRC). João Ricardo, Elanardo (ICA).

Gols: Júlio César (PRC), aos 17 minutos, e Rubinho (PRC), aos 36 minutos do segundo tempo.