Quem acompanhou a vitória do Rio Branco sobre o Paraná Clube por 2×1 percebeu que, após o final da partida, houve mais que a treta generalizada entre os jogadores dos dois times. Em meio à euforia do Leão da Estradinha, que venceu mesmo com dois homens a menos por quase meia hora, estava um homem de roupa social. E ele vibrava tanto ou mais que os atletas. O nome dele é Marcos Amaral, e a história recente do Tricolor passa pelo empresário – para o bem e para o mal.

Marcos Amaral não é um iniciante no futebol. E sua relação com o Paraná Clube também não é de agora. Entre 2010 e 2015, a empresa dele, a Amaral Sports, foi parceira do Tricolor. Foram anos em que a equipe esteve na Série B do Campeonato Brasileiro, e em 2013 o time ficou a quatro pontos do acesso. Após este período, o empresário entrou na Justiça contra o clube, mas ele acabou entrando em um acordo.

E ano passado, quando o Paraná Clube se via em uma encruzilhada para montar o time que disputaria a segunda divisão do Paranaense, foi Marcos Amaral o chamado para fazer a “assessoria executiva” do hoje presidente licenciado Rubens Ferreira Silva. O resultado foi terrível, e o Tricolor não subiu. Em fevereiro deste ano, houve um rompimento mal resolvido entre empresário e clube. “O Paraná sabe por que eu saí, o Paraná sabe”, disse Amaral em entrevista à rádio Transamérica.

Mágoa com o Paraná Clube

Hoje homem-forte do Rio Branco, Marcos Amaral não escondeu a mágoa com o Paraná Clube. “Muita mágoa. O pessoal do Paraná sabe disso. Saí triste”, continuou, para depois explicar o porquê da euforia. “Eu queria muito essa vitória. Mostra que o Amaral tem potencial e qualidade, desde que tenha autonomia”, completou o empresário, que fez uma espécie de volta olímpica com os jogadores do Leão, sendo festejado pela torcida.

Desde março em Paranaguá, ele vibra com a liderança do Rio Branco. “Um clube do tamanho e da história do Rio Branco não pode estar em uma segunda divisão. Assumimos o clube para reescrever essa história e devolver o Rio Branco à elite do futebol paranaense. Estamos fazendo um trabalho muito profissional no clube, e o reflexo disso são os resultados em campo”, disse Marcos Amaral. “Agradeço a torcida pelo carinho e peço que continuam comparecendo em peso ao estádio. Juntos, vamos conseguir nosso objetivo”, finalizou.

Marcos Amaral após Rio Branco 2x1 Paraná Clube.
A “volta olímpica” de Marcos Amaral. Foto: Léo Binhara/RBSC

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Magoado com o Paraná Clube, Marcos Amaral lidera o “novo Rio Branco”

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.