O Paraná Clube não está paralisado esperando as posições da Justiça. Enquanto espera as decisões sobre detalhes da venda da SAF, que precisa ter a aprovação da 1ª Vara de Falências e Recuperação Judicial de Curitiba, o Tricolor trabalha nos bastidores. E já é possível dizer que o clube nesta temporada vai estar bem diferente do que foi no ano passado.

Começando pelo comando. Na semana passada, o presidente Rubens Ferreira Silva pediu licença do cargo. Na nota oficial divulgada pelo clube, problemas de saúde fizeram o dirigente se afastar pelos próximos 60 dias. São dias que poderão ser decisivos para o futuro da SAF do Paraná Clube. Neste momento, quem responde pela associação é o primeiro vice, Ailton Barboza de Souza, agora como presidente em exercício.

Haverá mudança também no futebol. Com o cargo de “assessor especial da presidência”, o empresário Marcos Amaral foi o responsável pela montagem do elenco que fracassou na temporada passada. O Paraná Clube sequer chegou às semifinais da segunda divisão do Campeonato Paranaense. Nesta quarta (14), ele anunciou a saída do Tricolor. “Ao todo, tive o privilégio de participar de seis campeonatos brasileiros da Série B, e também ter trabalhado com diversos grupos gestores, o que no futebol é muito incomum”, disse Amaral nas redes sociais.

SAF no poder do Paraná Clube?

Essas movimentações, somadas às intervenções de empresários ligados ao Paraná Clube na tentativa de liberação da sede da Kennedy para ser vendida, mostra que, mesmo sem a venda ser anunciada, a SAF já está trabalhando. Liderando um grupo de investidores em que estão presentes pelo menos três “grandes paranistas”, a Carpa Gestora de Recursos vem ajudando informalmente o Tricolor.

Foi por estes empresários que surgiu a possibilidade de Tcheco assumir o Paraná Clube na segunda divisão do Paranaense. Apesar do acerto ser dado como garantido, o treinador – que iniciou sua carreira no futsal tricolor – espera algumas garantias de continuidade de projeto e de consolidação da própria SAF para fechar contrato. A expectativa do clube é que a situação esteja bem encaminhada na segunda metade de abril, quando começa a divisão de acesso.

Treinador vai reencontrar a Vila Capanema. Foto: Banda B

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Paraná Clube dá primeiros passos da temporada 2024

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.