Alex Brasil. (Felipe Dalke/Banda B)

A pandemia da Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, paralisou todo o futebol brasileiro por tempo indeterminado. No período, o Paraná trabalha remotamente e já acertou a renovação de contrato do zagueiro Fabrício. Em relação aos outros jogadores com contrato próximo do fim e às contratações para a Série B, a diretoria paranista vai aguardar o retorno das competições.

“A gente não tem essa definição [de quando será o retorno dos treinamentos] e quem está vendo isso diretamente é o presidente Leonardo [Oliveira] para ver qual a atitude do órgão máximo [CBF] e também das federações e ter alguma definição. Caso isso ocorra, nós vamos voltar as atividades sabendo dos términos de contratos que temos. Dentro da nossa avaliação, aqueles atletas que entendemos que possam nos dar o retorno, vamos fazer o trabalho [de renovação], e também sempre em busca de reforços dentro da realidade do clube”, declarou Alex Brasil, executivo de futebol do Paraná, em entrevista à Banda B.

“Internamente, a gente vem fazendo reuniões periódicas em videoconferência e aguardando as definições. Estamos atentos ao mercado e vamos trabalhar normalmente assim que as coisas normalizarem”, acrescentou o dirigente paranista.

Alex Brasil ainda falou sobre o momento do Paraná antes da paralisação. Para o diretor, o Tricolor vinha em um bom momento em campo e tem condições de reverter o placar contra o Botafogo, pela terceira fase da Copa do Brasil. “Esse momento difícil é para todos nós do futebol. A gente vinha em um planejamento onde a equipe estava sendo analisada no campeonato estadual e em evolução. A gente sente o período de paralisação, mas é uma causa nobre e precisa se conscientizar. Atrapalha um pouco essa paralisação, principalmente pela questão técnica. A nossa leitura é que não fizemos um grande jogo contra o Botafogo, não tivemos um resultado esperado, mas temos totais condições de reverter em casa”, avaliou.