Ainda sem a definição da data do retorno do Campeonato Paranaense, a Banda B continua com a série de debates sobre Athletico, Coritiba e Paraná. Durante o programa Balanço Esportivo, os integrantes da equipe de esportes escolheram os três melhores dirigentes da história do Paraná Clube.

José Carlos Miranda

José Carlos Miranda foi o presidente do Paraná na classificação para a Libertadores. (Reprodução/Facebook)

José Carlos Miranda foi presidente do Paraná entre 2004 e 2007. Durante o seu mandato, o Tricolor ganhou o título do Campeonato Paranaense de 2006 e ainda garantiu uma vaga histórica para a Libertadores de 2007. Porém, a gestão também ficou conhecida por conta da dívida envolvendo a transferência do meia Thiago Neves para o futebol japonês.

Leonardo Oliveira

Leonardo Oliveira, presidente do Paraná, desde 2015. (Geraldo Bubniak/AGB)

Leonardo Oliveira assumiu o comando do Paraná com o objetivo de reerguer o clube no cenário nacional e ainda melhorar a situação financeira do clube. Dentro de campo, o Tricolor conquistou o acesso para a Série A em 2017 e ainda lutou novamente por uma vaga na elite no ano passado. Em contrapartida, o time paranista foi rebaixado em último lugar no Brasileirão de 2018.

Administrativamente, a gestão de Oliveira reduziu as dívidas do clube muito por conta de um Ato Trabalhista, que começou em março de 2018. Com isso, o Paraná conseguiu um fluxo de caixa com o desbloqueio do dinheiro do clube. Por outro lado, o Tricolor sofreu novamente com salários atrasados no final do ano passado.

Durval Lara Ribeiro, o Vavá

Durval Lara Ribeiro, o Vavá, foi o responsável pelo futebol do Paraná no título estadual de 2006 e na Libertadores de 2007. (Monique Vilela/Banda B)

Durval Lara Ribeiro, o Vavá, foi o homem forte do futebol do Paraná durante a gestão do presidente José Carlos Miranda. Ele foi o responsável pela montagem do elenco que ganhou o Campeonato Paranaense de 2006 e conquistou a vaga na Libertadores de 2007.

Vavá ainda teve uma passagem pelo Paraná como superintendente de futebol do Paraná entre 2015 e 2016. Ele foi afastado do cargo depois da demissão da goleada para o Náutico por 5 a 1, no dia 11 de junho de 2016, que ainda culminou nas saídas do técnico Claudinei Oliveira e do gerente de futebol Beto Amorim.

Confira os votos

Luiz Ferraz – setorista do Paraná

Leonardo Oliveira
José Carlos Miranda
Durval Lara Ribeiro, o Vavá

Felipe Dalke – repórter

Leonardo Oliveira
Durval Lara Ribeiro, o Vavá
José Carlos Miranda

Monique Vilela – repórter

José Carlos Miranda
Leonardo Oliveira
Durval Lara Ribeiro, o Vavá

Bruno Abdala – repórter

José Carlos Miranda
Ocimar Bolicenho
Leonardo Oliveira

Greyson Assunção – coordenador de esportes

Leonardo Oliveira
José Carlos Miranda
Ocimar Bolicenho