Por Guilherme Coimbra com informações de Monique Vilela

Irmãos Gabriel Furtado e Rafael Furtado, campeões no Sub-17, ficaram no banco de reservas contra o Ceará (Monique Vilela/Banda B)Irmãos Gabriel Furtado e Rafael Furtado, campeões no Sub-17, ficaram no banco de reservas contra o Ceará (Monique Vilela/Banda B)

O grande atrativo do empate do Paraná com o Ceará, no último sábado (19), na Arena Castelão, foi a presença dos jogadores das categorias de base na equipe. Ao todo, cinco atletas formados no clube e que subiram recentemente para o profissional atuaram na partida. Reta final da Série B serve como laboratório para lapidar garotos para a próxima temporada.

A noite em Fortaleza foi de estreias no elenco profissional do Tricolor. Além do meia Alesson, campeão estadual com a equipe Sub-17 e que estreou como substituto de Nadson no meio-campo, o Paraná também teve a estreia do goleiro Hugo, que ganhou a chance no intervalo depois do goleiro Marcos sentir o joelho no primeiro tempo da partida.

Assim como Alesson, os irmãos Gabriel Furtado (volante) e Rafael Furtado (atacante), também campeões do Paranaense Sub-17, estiveram presentes no duelo contra o Vozão. Apesar dos dois não terem entrado na partida, Rafael comemorou o fato de serem relacionados para a partida. Muito bom ser relacionado para o jogo e não é qualquer um que tem essa oportunidade”, disse.

Ao todo, nos 19 jogadores relacionados que viajaram para Fortaleza, oito foram promovidos para o elenco profissional recentemente. Os volantes Jhony e Claudevan, o meia Leandro Vilela e o atacante Yan Philippe já estão na equipe há mais tempo e são nomes já conhecidos no decorrer da competição.

Contra o Tupi, nesta sexta-feira (25), às 19h15, na Vila Capanema, pela última rodada da Série B, o técnico Fernando Miguel deverá testar novamente os pratas da casa, visando a temporada de 2017.