Por Pedro Melo com informações de Monique Vilela

Nadson . (Monique Vilela/Banda B)Nadson usa Leicester e Atlético de Madrid para acreditar que pode conquistar o acesso pelo Paraná. (Monique Vilela/Banda B)

O Paraná vai começar a Série B do Campeonato Brasileiro com uma folha salarial menor em comparação a outros favoritos para o acesso. Entretanto, o elenco está todo com o pensamento que é possível o retorno para a elite do Brasileirão após nove anos jogando a segunda divisão.

Para manter o pensamento positivo, o Tricolor quer se inspirar nas campanhas do Leicester, no Campeonato Inglês, e do Atlético de Madrid, na UEFA Champions League. Enquanto, o primeiro superou vários times bilionários e conquistou a Premier League com duas rodadas de antecedência, o segundo eliminou Barcelona e Bayern de Munique para alcançar a grande final da principal competição de clubes do mundo.

“Particularmente, nunca tinha ouvido fala do Leicester, só fui conhecer esse ano e tem que servir de exemplo. O próprio Atlético de Madrid faz excelentes campeonatos, apesar de que alguns falarem que não iam passar do Barcelona. Então, temos que pegar de exemplo esses clubes e colocar na prática”, afirmou o meia Nadson.

Para o meia, a folha salarial menor em relação a alguns adversários não influencia dentro de campo e o camisa 8 usou a semifinal do estadual contra o Atlético como exemplo. “Isso não influencia. O Atlético tinha uma folha salarial bem maior que a nossa e fizemos uma boa partida. Tem que se dedicar para fazer uma excelente Série B e também a Copa do Brasil”, declarou.

Antes da estreia da Série B, o elenco paranista tem mais uma semana apenas de treinamentos. Segundo Nadson, esse período sem entrar em campo é ruim para os jogadores. “É chato porque o jogador sempre quer estar jogando e quando tem aquela sequência de jogos, a gente reclama, mas quer sempre estar em campo. É muito angustiante ficar apenas treinador e que a gente se prepare bem agora para começar a competição bem”, comentou.

A diretoria também trabalhou nos bastidores e realizou algumas mudanças no elenco com a dispensa de nove jogadores e a contratação de quatro atletas até o momento. “A gente ficou triste pelos jogadores que saíram, mas quem está chegando, vai ajudar a equipe e espero que a gente faça um time forte para a Série B”, disse.