Jean Victor - Paraná ClubeJean Victor comemora o gol marcado pelo Paraná contra o CSA. (Geraldo Bubniak/AGB)

O lateral-esquerdo Jean Victor vive a temporada mais importante da carreira com destaque no Campeonato Carioca pelo Boavista e agora na Série B pelo Paraná. Um dos jogadores que mais vestiu a camisa paranista no ano, o camisa 6 teve um bom momento coroado com um gol decisivo na vitória por 2 a 0 sobre o CSA. Em entrevista à Banda B, ele destacou a importância de balançar as redes em um jogo que o Tricolor precisava vencer para manter o sonho da permanência na segunda divisão.

“Ontem foi motivo de felicidade. Depois do gol deu um alívio para a nossa equipe jogar e a gente estava precisando dessa retomada de confiança. O gol no início foi uma injeção para todos e um momento de dar aquela extravasada. Na minha comemoração, só queria gritar pela sensação que a gente estava tendo. A atitude estava boa nos últimos jogos, mas a gente não saiu com o resultado favorável. Ontem deu um pontapé inicial e o gol foi importante para dar sequência na partida”, afirmou o lateral.

Logo após a vitória sobre o CSA, os jogadores receberam o apoio da torcida paranista no portão do estacionamento da Vila Capanema. Contratado após a paralisação do futebol devido à pandemia da Covid-19, Jean Victor teve o primeiro contato com os torcedores e conta com o incentivo para a reta final da Série B. “Não tinha tido um contato tão direto com a torcida como tive ontem. Chega a arrepiar todos juntos para nos apoiar neste momento que estamos precisando. É olhar para as quatro decisões e esperamos esse apoio do torcedor. Ele não está na arquibancada, mas que o pensamento seja de que a gente vai sair dessa. Espero essa força da torcida paranista e sempre passa vibrações positivas para a gente”, disse.

“Lógico que a gente queria estar brigando pelo acesso, com o apoio do torcedor. Mas, infelizmente, a nossa realidade é outra. Se tivesse brigando pelo acesso, teria o apoio do torcedor. Hoje, na briga pela permanência na Série B, tem que ter o apoio redobrado. Por causa da pandemia, não temos a força da torcida no estádio. Ela nos ajuda bastante nos jogos e está sempre apoiando para jogar com muita raça e intensidade”, acrescentou o camisa 6.

Em 17º lugar, com 36 pontos, o Paraná encara todos os jogos das últimas rodadas da Série B como decisivos para evitar o rebaixamento. O Tricolor ainda joga contra Sampaio Corrêa (fora de casa), Cuiabá (casa), Oeste (fora de casa) e Cruzeiro (casa).

Jean Victor ressaltou que o grupo está unido com o propósito de salvar o Paraná. “Contra o Náutico a gente tratou por uma decisão, mas teve a queda na tabela. A gente trata cada jogo com muita humildade e é uma decisão. Restam quatro decisões para a gente e todos da comissão, do banco estão ajudando. Unidos somos mais fortes e só assim vamos sair dessa. A gente deu uma boa demonstração de atitude contra o Náutico, mas o resultado não nos ajudou. Ontem a gente repetiu a atitude, com um pouco mais, e saiu com os três pontos”, falou.

Homenagem para o pai

O gol de Jean Victor. marcado contra o CSA foi dedicado para o pai Zé Maria, que está de aniversário nesta quarta-feira (13). “Hoje é aniversário do meu herói, o homem da minha vida. Ele que tanto lutou para eu chegar onde estou e sempre esteve ao meu lado. Só tenho a agradecer ele por tudo. Fica o meu recado de parabéns para ele e quero dizer que amo ele. Estou na luta no dia a dia para conseguir coisas maiores e melhores para ajudar nossa família”, agradeceu.