O camisa 10 do Paraná projeta partida complicada diante do CSA, em Maceió (Rui Santos/Paraná Clube)

O empate em 0x0 diante do Náutico, na noite desta terça-feira (6), na Vila Capanema, marcou a quarta partida seguida sem vitórias do Paraná Clube na Série B do Campeonato Brasileiro. O time paranista, que chegou a brigar pela liderança, deixou o G4 depois de 12 rodadas seguidas. De contrato renovado, o meia Renan Bressan lamentou o tropeço dentro de casa e espera a reação do Tricolor diante do CSA, neste sábado (10), às 18h30, no Rei Pelé.

“Foi um resultado ruim em casa. O Náutico tem uma boa equipe, queríamos os três pontos, mas não conseguimos. Agora temos que buscar a reação em Alagoas, mais uma pedreira diante do CSA, para retomar o caminho das vitórias”, afirmou o camisa 10 paranista, em entrevista ao Sportv.

Pelo segundo jogo consecutivo, o Paraná Clube sofreu com a falta de iluminação do estádio. Na última sexta-feira aconteceu em Ribeirão Preto, diante do Botafogo-SP. Contra o Náutico, o jogo ficou paralisado por uma hora devido a problemas com os refletores. Experiência vivida pela primeira vez por Renan Bressan e que, segundo ele, acabou prejudicando o Tricolor.

“É uma experiência ruim, mas acontece em estádios da Europa também. Comigo nunca tinha acontecido. Foi a segunda fez e nas duas vezes a gente estava melhor no jogo. Em Ribeirão Preto a gente também estava pressionando, mas acontece, faz parte. Não voltamos tão mal, mas é difícil retomar o jogo depois de uma hora parado”, finalizou Bressan.