Ouça o áudio

Depois da Copa do Mundo, o Paraná, que até então liderava a Série B, não venceu mais. Foram duas derrotas e um empate, o que fez com que a equipe deixasse o G4. Para voltar a figurar entre os quatro primeiros da competição, o Tricolor precisa vencer o Náutico, no próximo sábado, na Vila Capanema.

Para o zagueiro Luís Henrique, somente a vitória interessa nesta partida. “Chegou a hora da gente voltar a vencer, até porque depois da Copa a gente não ganhou nenhum jogo. Sabemos que vai ser um jogo muito difícil, mas precisamos vencer para voltar ao G4”, disse o capitão paranista, lembrando que o Náutico é o atual líder da Série B.

Sofrendo sete gols em três partidas, o Paraná deixou de ter a defesa menos vazada da competição, marca registrada do Tricolor antes do Mundial e que Luís Henrique quer resgatar: “Tem que voltar a identificação do nosso grupo. Antes da Copa o time tava marcando muito bem, e encontrando espaços para contra atacar. Acho que virou uma marca da nossa equipe, primeiro marcar bem para depois concluir em gol”.

Exatamente por querer a volta do bom setor defensivo da equipe é que o capitão comemora o retorno de Irineu ao time titular, depois de se recuperar de lesão. “Vai voltar a mesma equipe que vinha jogando antes, só com a perda do João Paulo que está saindo, mas temos que encontrar soluções dentro do grupo. Com o Irineu voltando ali ajuda muito, até porque ele faz muito bem a sobra”, afirmou o zagueiro.

Para Luís Henrique, é importante que o torcedor compareça na Vila Capanema para incentivar a equipe, invicta há 15 partidas em casa. E ainda promete um time guerreiro em campo, como foi nos sete primeiros jogos do campeonato. Além disso, o zagueiro confirmou que o goleiro Juninho passa a ser o cobrador oficial de pênaltis do Paraná: “Como ele foi o único que acertou o pênalti, depois de seis cobranças erradas, ele vai ter oportunidade de bater de novo”.