Paraná. (Rui Santos/Paraná Clube)

Um gol marcado pelo atacante Luiz Fernando antes dos 15 minutos de jogo definiu a derrota do Paraná Clube por 1×0 para o Botafogo, na noite desta terça-feira (10), no estádio Nilton Santos, no duelo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O time paranista, que teve uma atuação equilibrada e que criou, inclusive, chances de conseguir um resultado melhor, lamentou o gol sofrido logo no início da partida.

“Temos que parabenizar nosso time, que impôs seu ritmo, mas o gol sofrido no começo prejudicou. Mas a gente impôs nosso ritmo e vamos decidir em casa. Temos tudo para fazer um ótimo jogo para reverter. Jogamos o jogo, colocamos a bola no chão e vamos agora buscar a classificação dentro de casa”, cravou o lateral-esquerdo Juninho.

“A gente sai com um gosto amargo. A gente conseguiu jogar, impôs nosso jogo e em uma fração de segundos tomamos o gol, que foi muito cedo. Corremos atrás, tentamos e agora é ter a cabeça boa para, no próximo jogo em casa, conseguir a classificação”, emendou o volante Kaio.

Além do gol sofrido muito cedo, o time paranista lamentou as chances desperdiçadas. O Tricolor teve pelo menos três grandes oportunidades de conseguir o empate. Para o zagueiro Fabrício, faltou um pouco mais de tranquilidade para o Paraná conseguiu empatar a partida.

“Fizemos uma boa partida, equilibrada. Tivemos oportunidades, talvez com mais calma, principalmente no segundo tempo, no último passe, a gente tivesse convertido para conseguir pelo menos o empate. É um resultado que nos dá totais condições de reverter em casa. Temos, antes, um jogo domingo contra o Toledo, para buscar definir a classificação (no Paranaense). Sabemos do nosso potencial, da nossa capacidade. O Paraná nunca se acovarda. Jogamos marcando em cima e o objetivo é esse. Se for para perder, será jogando até o final”, concluiu o capitão do Tricolor.