(Foto: Geraldo Bubniak/AGB)

Assim como o futuro do Paraná Clube para 2020, os próximos passos de Jenison dentro do Tricolor ainda não foram definidos. Com boa parte do elenco já fora dos planos da diretoria paranista e sem a definição de um técnico para o ano que vem, a equipe vive incertezas com os atrasos salariais, que impedem a construção de um novo planejamento. Neste cenário, o atacante e artilheiro da Vila Capanema fez um balanço de como foi sua primeira temporada com a camisa azul e vermelha, em entrevista exclusiva à Banda B.

O jogador, que marcou 17 gols em 2019, elogiou sua campanha individual e ressaltou a força do elenco para vencer as dificuldades do clube durante o ano. “Eu vejo como muito positiva minha passagem pelo Paraná Clube. Realmente superou todas as minhas expectativas. Quando cheguei, saberia que seria muito difícil, mas não imaginava que seria tanto. Mas sempre tive meu propósito de dar o meu melhor com essa camisa e acho que consegui”, afirmou à reportagem.

A condição financeira do clube também foi comentada pelo atacante, que lamentou a falta de dinheiro, principalmente no segundo semestre. “Sabíamos que era possível subir e tínhamos um grupo muito bom, mas tivemos vários fatores que nos atrapalharam. Começou a faltar verba para arrumar os campos nos CT e outros fatores também complicaram”, admitiu o jogador.

Para o ano que vem, Jenison ainda não sabe se continuará no Paraná. “Meu futuro está em aberto. Espero que venha uma proposta de fora do país para ajudar o Paraná. Sabemos que precisamos de um planejamento melhor e que precisamos de alguns investidores para ajudar o clube. Com a camisa que tem Paraná, esse clube merece estar na Série A, mas todos tem de se ajudar e os jogadores que vierem tenho certeza que nos ajudarão a conseguir o acesso no ano que vem”, acrescentou.