Foto: Luiz Ferraz/Banda B

12 de novembro de 2019, 35ª rodada da Série B. Vitória por 2×1 contra o São Bento, com gols de Matheus Anjos e Éder Sciola, ambos fora do atual elenco. Essa foi a última vitória paranista dentro da Vila Capanema. Desde então, o time disputou três partidas, com dois empates e uma derrota. Mas o time pode buscar reverter esse quadro no próximo domingo (16), quando enfrenta o Operário de Ponta Grosa, na Vila. O zagueiro Fabrício, capitão Tricolor, prega calma e equilíbrio para o jovem elenco do Paraná.

“Nós temos batido na mesma tecla de saber dominar a ansiedade. Independente da idade de cada atleta, sabemos da pressão de jogar no Paraná. Não vencer em casa é uma pressão diária. Precisamos saber controlar os problemas e impor nosso futebol na Vila Capanema”, afirmou em entrevista coletiva, na tarde da última quarta-feira (12).

“Essa semana cheia para treinar, sem jogos, foi fundamental para minimizar os erros, tranquilizar o grupo e ter ciência da nossa capacidade, para chegarmos confiantes e conquistarmos os três pontos contra o Operário”, analisou o defensor, que prevê um crescimento da equipe nas próximas rodadas.

“A torcida não merece essa sequencia de jogos sem vitória e precisamos colocar em prática o que tem sido feitos nos treinos. Temos uma filosofia muito imposta pelo Allan e precisamos só encontrar o equilíbrio para manter o nosso padrão”, acrescentou Fabrício.

Sobre a falta de gols do Paraná em 2020 (apenas seis em sete partidas), o zagueiro não eximiu a defesa e o meio de campo da culpa. “Um time coeso é um time equilibrado, porque as vezes a bola não sai com qualidade da defesa, não é retida no meio campo e chega ruim no ataque, então precisamos de um alinhamento de todos os setores, mas estamos confiantes e eu tenho certeza que as vitórias vão acontecer”

Confira a entrevista coletiva do zagueiro Fabrício:

Entrevista coletiva do zagueiro Fabrício

Posted by Esporte Banda B on Thursday, February 13, 2020