Técnico do Atlético Cearense elogiou Wandson (foto), novo reforço do Paraná. (Reprodução/Instagram)

Contratado pelo Paraná Clube para a sequência da temporada, o atacante Wandson foi o artilheiro do Campeonato Cearense com oito gols marcados em 13 jogos. Foi também uma das revelações do estadual e bastante elogiado pelo técnico Raimundo Vágner, comandante do Atlético Cearense, que terminou o torneio na quinta posição. Para ele, o novo centroavante paranista vai ajudar muito o Tricolor na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro e na sequência da Copa do Brasil.

“O Wandson chegou junto com a gente no clube. Passou por um processo de avaliação e a gente achou interessante a forma que ele treinou. Procuramos evoluir algumas questões ofensivas e ele assimilou muito bem. Teve uma evolução muito grande. Fez um tratamento dentário, ganhou massa muscular e não tenho dúvidas que vai ajudar esse grande clube que é o Paraná”, afirmou Vágner.

O treinador do Atlético Cearense também elogiou a postura do jogador nos treinamentos e nos jogos. Comentou ainda que iniciou como segundo volante e chegou a comparar Wandson com Gerson, que é um dos principais jogadores do Flamengo na atualidade. Mas depois o atacante evoluiu e mostrou virtudes ofensivas. Não a toa tornou-se o artilheiro isolado do Campeonato Cearense.

“Ele já ajuda a partir do treinamento. É um atleta que treina muito intenso, muito forte. Na época começou os treinos como segundo volante, era parecido com o Gerson, do Flamengo, com qualidade de passe e chega bem para finalizar. Mas ele evoluiu muito no último terço do campo. Tem a transição muito rápida. Precisava melhorar o uso da perna direita e ele já começou a fazer gol com a perna direita. O um para um dele é muito bom e vai ajudar o Paraná a conseguir o acesso”, emendou.

Será a primeira vez que o atacante Wandson vai jogar no sul do Brasil. Talvez a maior dificuldade será o clima mais frio de Curitiba. Mas apesar dessa dificuldade, o técnico Raimundo Vagner acredita que o jogador vai se adaptar rapidamente ao estilo de jogo do Paraná Clube.

“Acredito que a questão climática será mais complicada, mas a adaptação em campo ele vai conseguir rapidamente. É um jogador que tem muita vontade, que não se entrega facilmente. Ele jogou contra times grandes aqui no Campeonato Cearense e não teve dificuldades. Se portou muito bem e é um atleta que vai dar bons frutos ao Paraná”, arrematou o treinador.