Alex Brasil foi suspenso pelas reclamações de arbitragem na partida do Paraná contra o Vitória. (Geraldo Bubniak/AGB)

O diretor de futebol do Paraná, Alex Brasil, foi suspenso por 40 dias pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O motivo foi as reclamações contra o árbitro Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro na derrota do Tricolor por 1 a 0 para o Vitória, no dia 29 de agosto.

Com a decisão, o dirigente não está com a delegação do Paraná na cidade de Pelotas para a partida contra o Brasil. O Tricolor já recorreu ao pleno do STJD.

Alex Brasil foi denunciado pelo STJD nos artigos 243-C (ameaçar alguém, por palavra, escrito, gestos ou por qualquer outro meio, a causar-lhe mal injusto ou grave) e 243-F (ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto).

Porém, a defesa paranista desclassificou as duas denúncias e o dirigente foi punido duas vezes pelo artigo 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código).