Paraná perdeu pela sexta vez consecutiva na Série B. (Luciano Claudino/Código 19/Estadão Conteúdo)

O Paraná vê a zona de rebaixamento cada vez mais próxima após perder para a Ponte Preta por 2 a 1, na noite desta sexta-feira (04), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Com o resultado, o Tricolor amarga o oitavo jogo sem vencer na Série B, sendo seis derrotas consecutivas.

Após a demissão de Rogério Micale, o Tricolor foi comandado por Victor Hugo Annes. O auxiliar da casa teve mais de dez desfalques devido à Covid-19 e precisou improvisar Kaio na lateral-direita e Renan Bressan como camisa 9. Apesar dos diversos problemas, o time paranista lutou, mas sofreu mais uma vez com os erros defensivos.

Em 16º lugar, o Paraná permanece com 29 pontos e pode terminar a rodada a apenas dois pontos da zona de rebaixamento em caso de vitória do Náutico. Na próxima rodada, já sob o comando de Gilmar Dal Pozzo, o Tricolor tem confronto direto contra o Figueirense, na quarta-feira (09), às 19h15, na Vila Capanema.

O jogo

No início da partida, o Paraná até equilibrou as ações, mas a Ponte Preta precisou de apenas um ataque para tirar o zero do placar. Aos 10 minutos, Guilherme Pato cruzou na área e ninguém desviou até a bola chegar em Bruno Rodrigues. O atacante dominou com tranquilidade e chutou na saída de Filipe Santos para abrir o placar.

Sem muita criatividade, o Tricolor apostou na bola parada para levar perigo no primeiro tempo. Aos 14 minutos, Vitinho cobrou falta no meio da área, Luan subiu mais que a defesa e exigiu uma boa defesa do goleiro Ygor Vinhas. No lance seguinte, Renan Bressan cobrou escanteio na primeira trave, Rafael Lima cabeceou e mandou por cima do gol.

Já aos 42 minutos, quando o jogo encaminhava para o intervalo, o Paraná teve mais uma chance na bola parada e desta vez não desperdiçou. Renan Bressan cobrou a falta na área, a zaga da Ponte Preta afasta mal e a sobra fica com Jhony Douglas. O volante paranista chutou de primeira e mandou no canto esquerdo, sem chance para Ygor Vinhas.

Depois de um início de segundo tempo sem muitas chances, o Tricolor deixou a equipe mais ofensiva com as entradas de Higor Meritão e Lucas Sene. Porém, o gol da vitória foi marcado pela Ponte Preta. Aos 17 minutos, Bruno Rodrigues cruzou no meio da área, Camilo apareceu entre os defensores e cabeceou para o fundo das redes.

Em desvantagem no placar, o Paraná colocou ainda mais opções de ataque com Gabriel Kazu, Guilherme Biteco e Léo Castro. Apesar das mudanças, a equipe paranista pouco levou perigo e ainda quase sofreu o terceiro gol em duas oportunidades. Primeiro, aos 31, Moisés pegou a sobra e acertou a trave. No minuto seguinte, o mesmo Moisés apareceu na área, tentou o toque por cobertura, mas Filipe Santos defendeu.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 2X1 PARANÁ CLUBE

Data: Sexta-feira, 04 de dezembro de 2020
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Horário: 21h30
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PE) e Humberto Martins Dias Silva (PE)

Ponte Preta: Ygor Vinhas; Apodi, Wellington Carvalho, Ruan Renato e Lazaroni (Yuri); Dawhan (Luis Oyama), Neto Moura e Camilo (Luan Dias); Guilherme Pato (Moisés), João Veras (Wanderley) e Bruno Rodrigues.
Técnico: Marcelo Oliveira.

Paraná: Filipe Santos; Kaio, Rafael Lima, Hurtado e Juninho; Luan (Higor Meritão), Jhony Douglas (Léo Castro), Karl (Gabriel Kazu), Renan Bressan e Vitinho (Guilherme Biteco); Wandson (Lucas Sene).
Técnico: Victor Hugo Annes.

Gols: Bruno Rodrigues (PON), aos 11′ do primeiro tempo, Jhony Douglas (PRC), aos 42′ do primeiro tempo, e Camilo (PON), aos 17′ do segundo tempo.
Cartão amarelo: Vitinho (PRC).
Cartão vermelho: Victor Hugo Annes (PRC).