Foto: Reprodução/Banda B

Apesar da vitória contra o Londrina fora de casa por 2×1 neste domingo (10), em partida válida pela última rodada da fase de grupos da Taça Barcímio Sicupira, o Paraná Clube está eliminado da semifinal do 1° turno do Campeonato Paranaense. Após a partida, o treinador tricolor lamentou a eliminação, mas exaltou a boa partida do elenco paranista.

“Nosso primeiro tempo foi muito bom, tivemos as melhores chances e o meio de campo foi todo nosso. Já nos segundo tempo isso se inverteu, com o Londrina conseguindo uma marcação forte na nossa saída”, analisou Cavalcanti. “Infelizmente não conseguimos a classificação, mas isso deve servir de incentivo para o segundo turno”, disse o comandante.

Dado ainda ressaltou a dificuldade de jogar contra o Tubarão no Estádio do Café. “O time adversário pressionou na segunda etapa, o calor era grande e gastamos muita energia no começo, sentindo o baque depois. Esse mérito é todo do Londrina, que conseguiu nos envolver”, admitiu.

Com o resultado fora de casa, o Paraná Clube quebra um tabu de 19 anos sem vencer na cidade de Londrina. As duas equipes também se enfrentarão na próxima fase da Copa do Brasil, ainda sem data definida. “Eu acho que uma vitória é sempre uma vitória, e essa veio quase vinte anos depois, então é um resultado muito significativo para a equipe, que servirá para o próximo confronto contra o Londrina”, afirmou o técnico.

Recuperação e Reforços

Com a eliminação no Paranaense, o Paraná Clube terá três semanas para recuperar o elenco, que voltará a campo somente no dia 10 de março, contra o FC Cascavel, na Vila Capanema. “Minha expectativa é evoluir. Essa parada será importante para termos tempo de treinamento, assim como recuperar os atletas que vem jogando desde o início da temporada”, comemorou.

Dado Cavalcanti também revelou que a equipe deverá realizar amistosos durante esse tempo. “Isso servirá para para igualarmos os jogadores que ainda não entraram em campo trazendo um equilíbrio para todo o time”, acrescentou.

Ainda sobre reforços, o técnico admitiu que espera contratações pontuais para definir a equipe para a temporada. “Nós ainda estamos aguardando um atacante, que é uma peça que nós temos uma carência. Hoje temos o Jenison fazendo essa função, mas nós precisamos de mais um, não dá pra contar somente com ele”, completou.