Dado Cavalcanti pode mudar a equipe do Paraná para a próxima partida. (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

O técnico Dado Cavalcanti confirmou que pouco mudará na escalação do Paraná para enfrentar o Vitória, no próximo domingo (04), às 17h, na Vila Capanema. A partida pode marcar o fim do jejum de 17 jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, ou pode confirmar o rebaixamento precoce para a Série B de 2019.

“Essa é a minha intenção. O excesso de mudanças traz prejuízo e a principal delas é a dinâmica de jogo. A melhor forma de melhorar é repetir a escalação e corrigir os erros que aconteceram. A minha ideia é a manutenção, mas se acontecer, é uma ou, no máximo, duas trocas”, explicou o treinador.

O zagueiro René Santos, poupado da última partida após levar uma pancada na cabeça durante o jogo com o Flamengo, pode ser uma novidade na escalação. Já o zagueiro Charles e o atacante Felipe Augusto estão liberados do departamento médico e também ficam à disposição. Em contrapartida, o volante Torito González ainda não está 100% fisicamente e segue como desfalque.

Cavalcanti afirmou que vai aguardar até o treinamento desta sexta-feira (02) para definir os relacionados. “O Torito ainda não tem condição de jogo e só estamos usando ele em algumas atividades mais leves. Retorno mesmo é do René, com boas perspectivas de jogo, e o Charles e o Felipe ainda estão abaixo nas condições físicas. Eu creio que são três opções para começar no banco ou até mesmo jogando”, comentou.

Outra mudança pode ser a entrada do meia-atacante Alesson, de apenas 19 anos. “Ainda tem uma condição de meio que estou avaliando. O Alesson pode começar jogando, ou não. Dificilmente, vou mexer em outras opções. Por isso que citei uma ou duas alterações. Claro que tudo dependente dos treinamentos”, explicou o comandante.

Assista à entrevista do técnico Dado Cavalcanti

Dado Cavalcanti falou em entrevista coletiva

Posted by Esporte Banda B on Thursday, November 1, 2018