Allan Aal. (Geraldo Bubniak /AGB)

Quatro meses depois do último jogo oficial, o Paraná Clube terá pela frente o clássico contra o Coritiba na luta por uma vaga na semifinal do Campeonato Paranaense. Para o primeiro jogo das quartas de final, neste domingo (19), às 16h, na Vila Capanema, o técnico Allan Aal prevê algumas dificuldades na retomada dos jogos. O treinador também está preocupado por não poder fazer as cinco substituições, mudança que não foi aprovada pelos clubes e pela Federação Paranaense de Futebol.

“A dificuldade será muito grande. É algo inédito na vida de todos nós ficar tanto tempo inativo. Voltamos com pequenos grupos e isso limita muito a maneira de trabalhar. Tivemos uma semana para trabalhar coletivamente. Desde as primeiras conversas ainda nos trabalhos online, falei que a cabeça de todos tinha que estar muito boa. Temos que estar focados o mais rápido possível para todas as situações. São quatro meses de inatividade e acredito que vamos dar a resposta da melhor maneira possível. Falta de empenho e de vontade de vencer não vão faltar nesse grupo”, afirmou o comandante paranista.

Diferentemente do que aconteceu no Campeonato Brasileiro e em outros estaduais, no Campeonato Paranaense as cinco substituições não foram aprovadas. Isso está preocupando o técnico Allan Aal, já que não quer perder nenhum jogador para a Série B, que começa em três semanas.

“Preocupa a gente. Não vamos disputar só o Campeonato Paranaense. Em três semanas temos a estreia na Série B. Se a gente perder algum jogador nesse início será muito ruim para todos nós. É uma preocupação que temos. Pelo lado bom, vamos colocar em campo os jogadores em nível de competição alto, mas ao mesmo tempo ficamos com receio de perder algum jogador, seja por lesão ou por contaminação por coronavírus”, emendou o treinador.

Para o clássico Paratiba das quartas de final do Campeonato Paranaense, o técnico Allan Aal deve fazer grandes mudanças na equipe paranista com relação ao time que vinha atuando antes da paralisação. Neste período de inatividade, o Tricolor não perdeu nenhum titular e, assim, o treinador deve manter a base da equipe.

“Vamos procurar manter uma base, manter atletas que terminaram o último jogo da última competições. É um fator positivo e isso que a gente vem procurando fazer desde o início do ano e manter todos os envolvidos que estão à disposição. O entrosamento é um fator positivo nessa retomada de competição após tanto tempo parado”, concluiu o comandante paranista.

Provável escalação

Um provável Paraná para encarar o Coritiba, neste domingo, na Vila Capanema, deve ter Alisson; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho; Carlos Dias, Kaio, Renan Bressan e Thiago Alves; Marcelo (Gustavo Mosquito) e Raphael Alemão (Andrey).