Por Caio Porthus

O Atlético não conquistou os pontos que queria contra o Palmeiras no último domingo (7), em partida que marcou a estréia dos torcedores rubro-negros na Arena da Baixada em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro. Após o empate de 1 a 1, o Furacão caiu uma posição, de décimo, foi para décimo primeiro, e agora, se encontra oito pontos do quarto colocado Corinthians. Por outro lado, está a sete do Criciúma, 17º e ‘melhor dos piores’ na classificação. Ou seja, no momento, o Rubro-Negro está mais próximo da Zona de Rebaixamento do que de uma vaga para a Libertadores, o que claramente mostra o declínio do clube nas últimas rodadas.

Treinador quer semana cheia para treinar equipe e poder de fato evoluir (Foto: Divulgação/CAP)Treinador quer semana cheia para treinar equipe e poder de fato evoluir (Foto: Divulgação/CAP)

Claudinei Oliveira fez sua estréia como treinador do Furacão, e deixou claro não ter gostado do resultado. “Estamos chateados com o resultado, queríamos a vitória, mas a partida foi difícil, ficou amarrada e pegada no meio. Apesar de abrirmos o placar, o adversário se recuperou e nos deu dificuldades. Quando ficamos com um a mais, não soubemos jogar. Não colocamos a bola no chão, que é a receita ideal, fazíamos apenas lançamentos longos o que acabou não funcionando”, disse ele, decepcionado.

No mês de setembro, o Atlético terá um total de sete jogos. Um deles já foi, agora faltam mais seis, que serão disputados em três semanas. “Nós temos pouco tempo para ajustar as coisas, quarta-feira já tem jogo, e agora teremos três semanas seguidas com partidas quarta-domingo. Eu não achei que ia chegar aqui, e em menos de uma semana fazer a equipe jogar como eu gosto, esse trabalho demanda tempo, e vamos melhorando aos poucos, esse é o nosso objetivo”, garantiu Claudinei.

Apesar do empate, o treinador vê bons jogadores, e facilidade em trabalhar com eles. “O elenco tem qualidade. Quando se tem qualidade, o que precisa é de tempo para que os jogadores assimilem determinada forma de jogar. Queremos colocar a bola no chão, com toques rápidos e envolventes. Uma das coisas que mais gosto de fazer é dar treino para os jogadores, e assim que tivermos tempo, de repente uma semana inteira para trabalhar, evoluiremos e conseguiremos jogar como queremos”, explicou.

Há cinco jogos sem vencer, Claudinei não acha que torcedores devem se preocupar. “Não tem por que pensarmos que vamos ter dificuldades ao longo do torneio, acho que faremos uma boa campanha. Mas, até onde essa boa campanha vai nos levar, vai depender de jogo a jogo. As próximas partidas vão nos dizer até onde conseguiremos caminhar na competição, e qual será o nosso lugar na tabela”, finalizou.

Na próxima rodada, o Atlético vai até o Rio Grande do Sul, enfrentar o Grêmio, atual sexto colocado. O clube gaúcho está disputando rodada após rodada uma vaga no G4, e já se encontra numa boa fase, com três vitórias seguidas. O jogo será na Arena do Grêmio, quarta-feira (10), às 19h30.