Claudinei Oliveira ainda não venceu em sua terceira passagem no Paraná. (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

O técnico Claudinei Oliveira não abrirá mão de seu trabalho no Paraná mesmo sem ter vencido em sua terceira passagem pelo clube. Desde que assumiu o comando, o Tricolor ainda não venceu e conquistou somente três pontos nos empates contra São Paulo, Chapecoense e Vasco.

“Em relação à minha permanência, quando eu vim para cá, a ideia era fazer um contrato mais longo, mas tinha a questão da eleição. Eu estou à disposição para fazer o melhor para o clube. Se o melhor for eu permanecer até o final do ano, eu permaneço. Se o melhor para o Paraná for sentar para algo a longo prazo, eu converso. E se o melhor for eu sair, eu saio. Seria cômodo sair, mas não é o meu perfil. Não estou tendo uma contribuição negativa. Estou tentando ajudar”, afirmou o treinador paranista.

Para o comandante, o momento é de continuar lutando e de colocar os jogadores que se entregarão mais em campo na reta final da Série A. “É hora de olhar para frente, ganhar 9 jogos de 10 é muito difícil, mas vamos continuar lutando. É um momento muito crítico e lamentar que a gente não está tirando mais. Pedir desculpas é muito fácil pela derrota, mas o torcedor quer resposta em campo. Temos que colocar em campo os jogadores que vão dar mais resposta tecnicamente e na questão da entrega”, comentou.

Tristeza dos jogadores

Ainda na saída do gramado do Maracanã, o lateral-esquerdo Mansur lamentou a goleada sofrida para o Fluminense, mas mantém a esperança de permanência na primeira divisão. “Muito triste nessa hora, mas alguém tem que vir falar. Nós começamos bem o jogo e o Fluminense mal, mas não aproveitamos. Depois que levamos o gol ficou difícil de virar. Enquanto tiver 1%, eu creio. Vou crer até o fim e tenho certeza que vamos sair”, declarou.

Já o atacante Silvinho desabafou sobre o momento do Paraná na competição. “Não adianta muita coisa jogar 20, 30 minutos bem e dar um gol para os caras. Precisa ter um pouco mais de calma. Não vou falar muito porque posso falar besteira. A gente tem que sentir mais o jogo. Nós estamos dentro do Maracanã, em um jogo bom, mas não sente’, disse.

Assista à entrevista do técnico Claudinei Oliveira

Claudinei Oliveira em entrevista coletiva no Maracanã após mais uma derrota no Brasileirão

Posted by Esporte Banda B on Monday, October 8, 2018