Victor Hugo Annes comandou o Paraná na partida contra a Ponte Preta. (Divulgação/Paraná Clube)

O Paraná perdeu para a Ponte Preta por 2 a 1, chegou ao oitavo jogo seguido sem vencer na Série B e é o primeiro time fora da zona de rebaixamento. Apesar do péssimo momento na competição, o auxiliar Victor Hugo Annes, que comandou a equipe de maneira interina em Campinas, confia na recuperação da equipe na sequência da competição.

“A gente vai sair dessa. O nosso grupo trabalha muito, está focado e talvez até esteja errando pelo excesso. Pela entrega, pelo esforço e pela competitividade, a gente vai sair dessa. Só precisa equilibrar essa mobilização com uma tranquilidade. É pensar no jogo, mas não entorno. Temos alguns jogadores com erros por conta da pressão”, afirmou Annes, em entrevista à Banda B.

Vitão, como é conhecido, também destacou que o Paraná só vai sair da situação complicada com muito trabalho. “A gente percebe que emocionalmente é uma equipe que vem oscilando. É um momento que precisa estar muito focado. É a mensagem que a gente passa por os atletas e já percebemos uma mobilização muito bacana para essa partida e com mais confiança. A maneira que a gente vai sair dessa situação é com muita entrega e muito trabalho”, disse.

O auxiliar comandou o Tricolor desde a saída de Rogério Micale e vai entregar o trabalho para Gilmar Dal Pozzo com uma formação que agradou aos jogadores com a presença de mais jogadores no meio-campo. “Eu vejo que é um momento que percebo que os atletas se sentem mais confortáveis. É um jogo mais simples e a gente corre menos riscos defensivos. Se não tivéssemos uma boa compactação e um bom balanço defensivo dos volantes, nós poderíamos correr riscos. O novo comando tem assistido aos nossos jogos e a concepção em relação à nossa equipe. Nós vamos auxiliar da maneira que for para que a gente consiga uma situação favorável para somar pontos”, analisou.

Sob o comando do novo treinador, o Paraná volta a campo na próxima quarta-feira (09), às 19h15, para enfrentar o Figueirense, na Vila Capanema. O próximo adversário é o 18º colocado e concorrente direto do Tricolor na briga para escapar do rebaixamento.