Allan Aal reconhece que a equipe não teve uma boa atuação ofensiva, mas venceu. Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Após três jogos sem vencer, o Paraná Clube reencontrou o caminho das vitórias e de quebra, se igualou no número de pontos com o líder da Série B, o Cuiabá. Mas a vitória foi sofrida e para o técnico Allan Aal, o Paraná fez prevalecer o fator casa. Afinal somou 10 dos 12 pontos disputados até agora.

“Eu costumo falar uma coisa para eles que eu tenho comigo e aprendi na minha carreira. Time grande não tem três tropeços seguidos. Tem que buscar sempre se recuperar, pois a competição é muito concorrida, sabíamos a dificuldade de hoje que entrefaríamos uma equipe muito difícil e o fator casa tem que prevalecer. O resultado nos fortalece, dá confiança. Hoje era um jogo de seis pontos, o mais importante é manter o foco, mesmo sendo um campeonato longo, vamos encarar cada jogo como uma decisão”, afirmou o comandante.

Principal jogador do Paraná nesta temporada, o meia Renan Bressan deixou a partida ainda no primeiro. Questionado se preocupa para a sequência do campeonato, o treinador paranista prefere a cautela para saber se poderá contar com o atleta na próxima sexta-feira. “É uma situação, eu acredito, que seja mais pelo cansaço mesmo, pela sequência de jogos. É dificil fazer uma analise logo após o jogo, vamos esperar as primeiras 24 horas após o jogo, ter um cuidado especial com ele, afinal ele é um jogador que tem uma importância muito grande para o grupo e para todos nós. A partir do momento que ele demonstrou que tinha um desconforto, nós optamos por saca-ló, Temos que ter outras opções, sabemos que não vamos conseguir repetir a escalação durante as 38 rodadas”, disse Allan Aal.

O Tricolor já volta a campo na próxima sexta-feira (04). O Paraná abre a oitava rodada diante do Figueirense, ás 19h15, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.