Allan Aal terá que escalar Juninho ou Hurtado na lateral-esquerda. (Geraldo Bubniak/AGB)

O técnico Allan Aal não poderá repetir a escalação do Paraná para a partida decisiva contra o Botafogo, nesta quarta-feira (26), às 19h, na Vila Capanema. O lateral-esquerdo Jean Victor já disputou a Copa do Brasil pelo Boavista e não pode entrar em campo com a camisa paranista.

Sem Jean Victor, Juninho, que foi titular no Campeonato Paranaense, e Hurtado, zagueiro de origem e que também pode atuar na posição, são as opções. Logo após a partida contra o Operário, o treinador comentou sobre as possibilidades para a lateral-esquerda.

“O Jean tem uma qualidade técnica de passe, cruzamento e de bola parada que nos ajuda muito. Ele já jogou como extremo, meio-campo, e deu um equilíbrio maior dentro do elenco. Caso a gente inicie com ele, o Juninho é um jogador de velocidade e recompõe bem a marcação. Ele fez dois bons Paratibas, principalmente no Couto Pereira. Temos a possibilidade também do Hurtado e já temos essa ‘dor de cabeça’ para escolher a equipe que inicia contra o Botafogo. Vamos pensar em uma estratégia boa para enfrentar o Botafogo”, disse o treinador.

Outro jogador que não fica à disposição é o recém-contratado Karl. O volante, que ficou no banco de reservas pela primeira vez no empate em 0 a 0 com o Operário, disputou a primeira fase da Copa do Brasil pela Ferroviária. Já Higor Meritão, que também estava no time paulista, não entrou em campo pela competição nacional e está liberado para jogar na quarta-feira.

A provável escalação do Paraná tem Alisson; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho (Hurtado); Jhony Douglas, Higor Meritão e Renan Bressan; Gabriel Pires, Bruno Gomes e Andrey.

Em março, o Paraná perdeu o jogo da ida por 1 a 0 e terá que vencer por, no mínimo, dois gols de diferença para avançar no tempo normal. Se ganhar por um gol de diferença, independente do placar, a decisão vai para os pênaltis.