Allan Aal destacou a importância do jogo do Paraná. (Monique Vilela/Banda B)

O Paraná entra em campo nesta quarta-feira (26), às 19h15, para enfrentar o Bahia de Feira com a necessidade da vitória para avançar à terceira fase da Copa do Brasil e ainda desembolsar R$ 1,5 milhão. Em entrevista coletiva na Vila Capanema, o técnico Allan Aal minimizou a pressão antes do jogo decisivo e ressaltou que muitos queriam estar na situação do Tricolor.

“O foco começa a virar de uma maneira positiva, tem uma valorização e a questão financeira. Muitas equipes queriam estar no nosso lugar, muitos jogadores queriam estar dentro de campo e muitos treinadores queriam estar na minha posição. Isso tem que ser considerado de uma maneira positiva”, destacou Allan Aal.

O treinador ainda ressaltou que toda a pressão para a partida tem que ser transformada em energia positiva para conquistar o resultado. “A gente sabe da importância financeira, mas, por outro lado, a responsabilidade tem que ser dentro de campo. Não é pressão, mas uma ansiedade natural por ser um grupo mais jovem. A gente passa que são situações positivas e vai procurar transformar essa ansiedade em energia dentro de campo”, comentou.

Para conquistar a classificação, o Paraná precisa balançar as redes, mas o retrospecto não é dos melhores: apenas sete em gols em nove jogos na temporada. De acordo com o comandante paranista, os jogadores precisam ter tranquilidade na hora da finalização. “Vai ser uma partida decisiva. São 90 minutos, não tem pra onde sair. Uma dos duas equipes times vai sair vencedora, independente se vai ser no tempo normal ou nos pênaltis. Se trata também de finalização. Temos que ter tranquilidade e frieza se o jogo for para os pênaltis”, disse.

Se passar pelo Bahia de Feira, o Paraná encara o Botafogo, que eliminou o Náutico nos pênaltis. Apesar da possibilidade de enfrentar um time de Série A na próxima fase, o técnico quer o foco apenas no jogo da próxima quarta-feira para “não pular etapa”. “Se tudo der certo, nós vamos pensar na partida contra o Botafogo. É natural que eles tenham essa visibilidade e a gente tem que controlar isso para não pular etapa. Depois de quarta-feira, nós vamos focar no próximo jogo”, afirmou.

Assista à entrevista do técnico Allan Aal

Entrevista coletiva do técnico Allan Aal

Posted by Esporte Banda B on Monday, February 24, 2020